Ir para o conteúdo
  MENU

Município de Santarém

Página principal

Aproveite o que Santarém tem para lhe oferecer este fim de semana

sexta-feira:

Esta sexta-feira, dia 15 de novembro, às 18h30, tem início o Ciclo de Conversas Temáticas – Curar, na Sala de Leitura Bernardo Santareno. A primeira parte é dedicada à temática: Diabetes e Alimentação: de mãos dadas, e vai ser proferida por Sara Rodrigues, Consultora de Macrobiótica, de Coimbra.

“De mãos dadas: assim caminham diabetes e alimentação. A palestrante vem abordar o papel seminal da alimentação em situações de diabetes (especialmente diabetes, tipo 2) e, particularmente, a maneira de promover o equilíbrio através do consumo diário de cereais integrais e outros ingredientes indispensáveis. De salientar a importância da forma de cozinhar os alimentos; não esquecer a relevância do clima e a prática de exercício físico. E não só...”.

A segunda parte é dedicada à temática da Aromaterapia: ervas que curam, é proferida por Anabela Leandro, de Santarém.

“Frei Gil de Santarém: monge e médico. Preconceitos e realidades da sociedade medieval da época. A importância do clero - e das ordens religiosas - como repositórios do Saber e responsáveis pelas primeiras farmácias (boticas)”.

Às 21h30, no âmbito do FÓS – Festival de Órgão de Santarém, a Igreja da Misericórdia recebe o Concerto com Coro e Órgão - Moços do Coro, com direção de Nuno Almeida e Jorge Garcia (Espanha), no órgão.

O II Festival de Órgãos Históricos de Santarém tem como objetivo promover a arte musical e o património arquitetónico e eclesiástico existente na Cidade. Todos os Concertos têm entrada livre.

A segunda edição do Festival de Órgão de Santarém aposta numa perspetiva heterogénea e multidisciplinar, tendo em vista a abertura e comunicação da cultura organística com outras áreas criativas da sociedade.

Até dia 17 de novembro, nos seis órgãos da Cidade, apresentam-se reputados organistas do panorama nacional e internacional, jovens talentos e músicos que exercem a sua atividade na região. Para reforçar o carácter multidisciplinar do festival, esta edição conta em cada concerto com a presença de um artista da região a criar em tempo real inspirado pelo evento, seja em forma de pintura ou desenho, seja da forma literária.

Das 21h00 às 23h00 tem lugar o Seminário teórico-prático sobre as posturas invertidas, com Walter Ruta, na Sede da Federação Portuguesa de Yoga, no Campo Infante da Câmara (antigo jardim de infância), em Santarém. Este seminário decorre até 17 de novembro.

“As posturas invertidas sem pressa. Sarvangasana e Sirsasana são as principais posturas invertidas do Hatha Yoga e denominam-se Viparitakari-mudra.

Quais são as práticas que as transformam num mudra?

Quais as particularidades que devem de ser cumpridas, a fim de garantir uma progressão prática segura e eficaz?

Aprofundar os benefícios destas asanas bem como identificar os cuidados a ter para as integrar, quer nas aulas semanais quer nos workshops de aperfeiçoamento.

É este o tema do 15º seminário integrado no programa de ensino de carácter vinculatório da Federação Portuguesa de Yoga e mais um orientado pelo Yogui Walter Ruta, em mais uma partilha do legado herdado do seu mestre Sri Sri Sri Satchidananda Yogui de Madras. Se ambiciona uma transformação interior equilibrada por via do Yoga, seja professor ou apenas praticante, participe e sinta-se crescer!”.

Preço: 100€ (Sócios com quota em dia: 80€ | Alunos curso profs Yoga 65€)

Inscrição: | 243321715

Horários: Sexta - 21h00 às 23h00 | Sábado - 08h00 às 18h30 | Domingo - 06h30 às 15h30

sábado:

Este sábado, dia 16 de novembro, das 08h00 às 18h30 tem lugar o Seminário teórico-prático sobre as posturas invertidas, com Walter Ruta, na Sede da Federação Portuguesa de Yoga, no Campo Infante da Câmara (antigo jardim de infância), em Santarém. Este seminário decorre até 17 de novembro.

“As posturas invertidas sem pressa.

Sarvangasana e Sirsasana são as principais posturas invertidas do Hatha Yoga e denominam-se Viparitakari-mudra.

Quais são as práticas que as transformam num mudra?

Quais as particularidades que devem de ser cumpridas, a fim de garantir uma progressão prática segura e eficaz?

Aprofundar os benefícios destas asanas bem como identificar os cuidados a ter para as integrar, quer nas aulas semanais quer nos workshops de aperfeiçoamento.

É este o tema do 15º seminário integrado no programa de ensino de carácter vinculatório da Federação Portuguesa de Yoga e mais um orientado pelo Yogui Walter Ruta, em mais uma partilha do legado herdado do seu mestre Sri Sri Sri Satchidananda Yogui de Madras. Se ambiciona uma transformação interior equilibrada por via do Yoga, seja professor ou apenas praticante, participe e sinta-se crescer!”.

Preço: 100€ (Sócios com quota em dia: 80€ | Alunos curso profs Yoga 65€)

Inscrição: | 243321715

Horários: Sábado - 08h00 às 18h30 | Domingo - 06h30 às 15h30

Das 09h00 às 24h00 o Pavilhão Municipal de Santarém recebe o Campeonato Nacional de Dança All Girls e o Campeonato Regional de Dança de Santarém, organizados pela Associação Time4satisfation.

Às 10h00, tem lugar a Oficina “É pró menino e prá menina” – Estereótipos de Género, com conceção e realização de Catarina Requeijo e Vera Alvelos, no Teatro Sá da Bandeira. Público-alvo: educadores de infância. Inscrições através do e-mail:

.

Nesta oficina pretende-se facultar aos educadores o contacto com ferramentas que permitam questionar os alunos sobre as ideias pré-concebidas que temos sobre cada um dos géneros. Tendo um carácter muito prático, é essencial que os formandos se questionem sobre o assunto. Através de jogos dramáticos e de exercícios de expressão plástica, os adultos serão colocados no lugar da dúvida para que mais tarde o possam fazer com os seus alunos.

Às 16h00, a encenadora Catarina Requeijo apresenta o espetáculo para a infância “É pró menino e prá menina”, no Teatro Sá da Bandeira. A partir do ato de brincar, com bonecas, carrinhos, bolas e sapatilhas, a encenadora tenta desmontar alguns preconceitos e estereótipos de género. O espetáculo é gratuito, mas carece de levantamento do ingresso no Teatro Sá da Bandeira.

“Na peça, construída praticamente sem texto, as duas personagens entretêm-se com brinquedos que, de uma forma normativa, estão associados a estereótipos masculinos ou femininos: Ele brinca com luvas de boxe, carrinhos, bola de futebol, enquanto ela com um serviço de loiça cor-de-rosa, com um boneco bebé, com sapatilhas de ballet.

Há um momento, porém, em que interagem, começam a experimentar brinquedos um do outro – invadindo o espaço um do outro – e constroem uma pista com uma ponte que ultrapassa e transgride a linha vermelha que os divide.

Há duas décadas a trabalhar em teatro para a infância, Catarina Requeijo fez pesquisa em contexto escolar para perceber melhor o comportamento das crianças enquanto brincam. Do trabalho de campo verificou que, inconscientemente, ainda se prolongam estereótipos, nas escolas e em ambiente familiar.

Segundo a encenadora esta é uma das primeiras encenações de teatro em Portugal sobre igualdade de género direcionada para um público tão novo, numa peça onde se promove a ideia de que “rapazes e raparigas podem ser aquilo que quiserem”.

Às 16h00, integrado no FÓS – II Festival de Órgãos Históricos de Santarém, tem início o II Programa de Visita Orientada - Rota dos Órgãos Históricos de Santarém, por Vera Duarte:

Às 16h00, Canto e Órgão com Hélia Castro e Daniel Nunes, na Igreja de Nossa Senhora de Marvila.

Às 16h30, Órgão e Coro com Marta Cruz e Coro do Conservatório de Música de Santarém, na Igreja da Misericórdia e às 17h00, Órgão Solo com Lídia Correia, na Igreja de S. Nicolau.

Às 21h30, a Catedral de Santarém recebe o Concerto Orquestra e Órgão com a Orquestra Filarmonia das Beiras, com direção de Fernando Marinho e Laura Silva Mendes, no órgão (Madeira). Este espetáculo está inserido no FÓS – II Festival de Órgãos Históricos de Santarém.

Às 21h30, o Teatro Taborda – Círculo Cultural Scalabitano recebe a peça de Teatro Ménage - Vais dizer que não gostas?”, integrado na Temporada de Outono do Círculo Cultural Scalabitano. Este espetáculo tem produção da Bloom Play, que conta com a participação de Filipe Salgueiro, Maria Giestas, Beto Fonseca, Andreia Timóteo, Gabriel Silva e Teresa Matos.

Da mesma produção de “AIII CIGANO!” espetáculo que atingiu a meta dos 35 000 espetadores e 33 Teatros em Portugal, esta comédia, altamente aclamada e referenciada, apresenta o regresso do vencedor em 2014 na categoria de Novos Valores do Teatro e no presente ano Menção Honrosa no Festival de Teatro Comédia de Cascais.

Peça de Teatro muito elogiada e em Tour por Portugal por várias localidades portuguesas. É uma peça divertida que satiriza o dia-a-dia dos "comuns mortais”, assente no humor negro, inconveniente e descentralizada. É um espetáculo frenético, onde os atores vestem várias personagens que todos conhecem e onde sexo não é tabu! Sair da zona de conforto e rir destas personagens é garantido! São 35 personagens, 45 figurinos e um núcleo de atores que trocam de personagem num abrir e fechar de olhos e o público assiste a toda a transformação frenética! Aqui acontece TEATRO e o espetador é convidado a fazer parte desta grande celebração! Todos os espetáculos são diferentes e enérgicos, o público leva consigo todas estas personagens que fazem parte da sua Vida!

Às 22h00, a Sociedade de Recreio e Educativa da Romeira recebe a peça de Teatro “Médico à Força”, com encenação de Carlos Coelho, no âmbito do 87º Aniversário da Sociedade de Recreio e Educativa da Romeira.

“Quando Sganarelo, um esperto lenhador, se vê envolvido numa grande confusão, terá de representar o maior papel da sua vida, que o levará a um conjunto de situações tão ridículas quanto hilariantes!

Fazendo uso da paródia, da ironia e do ridículo, o grupo procura explorar estereótipos sociais, desconstruir mitos, improvisar e, principalmente, divertir o público.

O CITAR – Centro de Interpretação, Teatro e Animação da Romeira apresenta a sua 3ª grande produção: “Médico à Força”, adaptado do texto de Molière.

Depois de "O Fidalgo Aprendiz", "A Estalajadeira", e pequenas produções como "O Pranto de Maria Parda" e "Tertúlia de Abril" o CITAR regressa ao palco. Com muita música, muita comédia e boa disposição, convidamos o público a comparecer!”.

(Classificação) M/12 anos (Duração) 70’

Elenco: Ana Cisna Silva, Carolina Madeira, Clara Nogueira, Inês Silva, José Silva, Maria Luísa Menino, Marta Silva, Nuno Serrão, Patrícia Basta, Pedro Silva, Renato Sérgio e Susana Basta.

domingo:

Este domingo, dia 17 de novembro, das 06h30 às 15h30, tem lugar o Seminário teórico-prático sobre as posturas invertidas, com Walter Ruta, na Sede da Federação Portuguesa de Yoga, no Campo Infante da Câmara (antigo jardim de infância), em Santarém. Este seminário decorre até 17 de novembro.

“As posturas invertidas sem pressa. Sarvangasana e Sirsasana são as principais posturas invertidas do Hatha Yoga e denominam-se Viparitakari-mudra.

Quais são as práticas que as transformam num mudra?

Quais as particularidades que devem de ser cumpridas, a fim de garantir uma progressão prática segura e eficaz?

Aprofundar os benefícios destas asanas bem como identificar os cuidados a ter para as integrar, quer nas aulas semanais quer nos workshops de aperfeiçoamento.

É este o tema do 15º seminário integrado no programa de ensino de carácter vinculatório da Federação Portuguesa de Yoga e mais um orientado pelo Yogui Walter Ruta, em mais uma partilha do legado herdado do seu mestre Sri Sri Sri Satchidananda Yogui de Madras. Se ambiciona uma transformação interior equilibrada por via do Yoga, seja professor ou apenas praticante, participe e sinta-se crescer!”.

Preço: 100 (Sócios com quota em dia: 80 | Alunos curso profs Yoga 65)

Inscrição: | 243321715

Às 11h00 tem início o Campeonato Nacional de Pólo Aquático, no Complexo Aquático Municipal de Santarém, nos escalões de 1ª e 2ª Divisão (Masculinos e Femininos) – Jogo da 2ª Divisão Masculina – VS (Santarém) x CNA (Amadora). Entradas gratuitas.

À mesma hora a Catedral de Santarém recebe o Concerto de encerramento do FÓS – Festival de Órgão de Santarém, que conta com a participação da Schola Cantorum da Catedral de Santarém, com direção de Pedro Rolin Rodrigues e de David Pacetti, no órgão, integrado na Missa Dominical.

O do II Festival de Órgãos Históricos de Santarém tem como objetivo promover a arte musical e o património arquitetónico e eclesiástico existente na Cidade. Todos os Concertos têm entrada livre.

A segunda edição do Festival de Órgão de Santarém aposta numa perspetiva heterogénea e multidisciplinar, tendo em vista a abertura e comunicação da cultura organística com outras áreas criativas da sociedade.

Às 15h00, integrado na Temporada de Outono do Círculo Cultural Scalabitano, o Teatro Taborda recebe a peça de Teatro “O Sonho do Palhaço Soneca”, pelo Veto Teatro Oficina. Recomendado para maiores de 6 anos.

Este espetáculo visa estimular a mudança de práticas de atitudes e a formação de novos hábitos em relação à utilização dos recursos naturais, favorecendo a reflexão sobre os cuidados a ter com o nosso planeta.

Através de uma viagem imaginária e numa interação constante com o público, a personagem Palhaço Soneca, percorre os caminhos da poluição e da destruição da floresta, refletindo em conjunto com a assistência sobre como recuperar e preservar o planeta.

Direção Artística: Angelina Madeira e Eliseu Raimundo

Ficha Técnica: Texto: Eliseu Raimundo | Cenografia: Angelina Madeira e Francisco Cercas | Luz: José Carlos Jordão / Francisco Cercas | Elenco: António Júlio Santos, Eliseu Raimundo, Filomena Caetano, Francisco Selqueira, Mário Marcos, Rafael Raimundo.

A decorrer:

Até dia 29 de novembro, visite a Mostra Bibliográfica “Dia Internacional para a eliminação da violência contra as Mulheres – 25 novembro”, de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 18h00, na Biblioteca Municipal Braamcamp Freire.

O Dia Internacional para a eliminação da violência contra as Mulheres comemora-se a 25 de novembro, uma efeméride celebrada em todo o mundo desde 1999.

Esta comemoração visa alertar toda a sociedade para os casos de violência contra as Mulheres – maus tratos físicos ou psicológicos, um problema que afeta não só os adultos, mas também já a classe mais jovem. Em Portugal, cerca de 80% das pessoas que reportaram ser vítimas de violência doméstica são mulheres. Em 2019, foram registadas até à presente data 29 mortes por violência doméstica, um número já superior ao ano transato de 2018.

Até dia 30 de novembro, visite a Exposição Bibliográfica “Vamos ler… Bernardo Santareno – 99º aniversário natalício”, na Sala de Leitura Bernardo Santareno. Patente de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 18h00 e aos sábados, das 09h30 às 12h30.

Comemoramos no dia 19 de novembro de 2019, noventa e nove anos (99) do nascimento de Bernardo Santareno, pseudónimo de António Martinho do Rosário.

Natural de Santarém, médico, escritor e um dos maiores dramaturgos portugueses, Bernardo Santareno foi uma notável figura na área do teatro.

Publicou 16 peças de teatro, que na sua maioria versam a temática do respeito pela liberdade, a luta contra a discriminação quer política, racial ou sexual. Bernardo Santareno como homossexual discreto, abordou ainda nas suas obras o tema da homossexualidade “O Pecado do João Agonia” (1961) e a “Vida Breve em três fotografias” (1979) um tema bem difícil face aos preconceitos morais e sociais da época.

Até dia 24 de dezembro, visite a Exposição “Urbanidade: 150 anos de elevação a cidade”, na Casa do Brasil. A Mostra pode ser visitada de terça-feira a sábado, das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30 (encerra: domingos, segundas e feriados).

Nos últimos 150 anos Santarém procurou acertar o passo com outras cidades médias, no intuito de se afirmar como capital de distrito. Fortemente afetada pelas invasões francesas e pelas lutas liberais, foi-se modernizando ao sabor das novidades comerciais, artísticas, arquitetónicas e culturais do país e do mundo.

Com recurso a objetos, imagens e filmes, a exposição Urbanidade procura explorar as principais conquistas da jovem cidade, nos domínios do abastecimento e do saneamento público, dos transportes e comunicações, da cultura e do desporto, do ordenamento do território e do urbanismo, da educação e da saúde, dos espaços verdes e equipamentos coletivos e da defesa, segurança e proteção civil, recriando ambiências de um passado ainda bem presente na memória dos seus habitantes, lançando as bases para uma reflexão do seu futuro coletivo.

Até 24 de dezembro, visite a Exposição ‘Urbanidade - 150 anos de Elevação de Santarém a Cidade (1868-2018)’, em várias ruas, praças e largos de Santarém. A mostra pode ser vista em diferentes pontos do planalto, onde várias telas apresentam a evolução da terra através de imagens acompanhadas por pequenos textos explicativos. A exposição divide-se em duas partes, a segunda encontra-se na Casa do Brasil - Casa Pedro Álvares Cabral, onde a cerca de 300 fotos se juntam objetos e filmes que mostram as principais conquistas da jovem cidade, desde a cultura e do desporto, educação e saúde, ao abastecimento e saneamento público, dos transportes e comunicações, até ao urbanismo, dos espaços verdes ou aos quarteis militares.

Até dia 30 de dezembro, visite a Mostra Documental - “Falam documentos de outras eras”, na Biblioteca Municipal Braamcamp Freire, de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 18h00.

Conta que o provedor/ manda rever a Reque-/rimento de francisco godinho/ tesoureiro. (1596).

Ano do nacimento de noso Senhor Jeshus xcrispto / de mil equinhentos eno venta eseis anoz/ aos trinta ehum dias do mêz de maio do/ dito ano nesta villa de Santarem nas poa/jadas do coregedor diogo de macedo dal/Bo querque do deS embargo del Rei nozo Senhor/ e seu coregedor comalcada em esta villa/ e sua comarqua que era servido prove/ dor em ella mandoa fazer elle prove/ dor fazer este auto emcomo Francisco godi/nho tesoureiro lhe fez apetição Junta nes/te libro em como se lhe devia dous mil e/ sete sentos eoitenta eoito reis que lecenceado Bel/ chior tavares sindicante da Residencia/ do lecenceado lopo pimenta mandoa ao dito tisoa/reiro pagase ao dito lecenceado lopo pimen/ta e escripvão epor teiro epor a char que não/ estavão pagos nem levados em conta ao dito/ tesoareiro […].1.

A administração municipal, na Idade Moderna, era caraterizada pelo controlo rigoroso do Poder Central, em relação às contabilidades locais periféricas. Anualmente, o provedor fazia chegar a si, os livros de receita e despesa da câmara municipal, de forma a impedir alguma espécie de corrupção, razão pelo qual o tesoureiro requere ao provedor, para autorizar o pagamento de um serviço que não estava contabilizado, nem registado em livro, para pagamento. O tesoureiro era à época, um oficial de elevado estatuto na administração municipal. Sobre ele recaia a responsabilidade e administração financeira do município e não com o poder de dispor das finanças locais como bem entendia. Havia que recolher os impostos, diretos e indiretos, contabilizar os reais e devolve-los à administração régia. Todo o seu exercício era inspecionado, também era chamado ao senado para apresentação das contas e por sua vez, como já foi referido, à Administração do Concelho, que neste caso era o Provedor da Comarca, instituição satélite do poder central.

1 Livro de Receita e despesa. fólio 200. (1592-1597). (AHCMSTR).

Até dia 30 de dezembro, visite a Exposição Coleção de arte contemporânea ‘Manuela de Azevedo’, na Biblioteca Municipal Braamcamp Freire, de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 12h30 e das 14h00 às 17h30. Destaque trimestral para uma obra da autoria de Francisco de Almada: “Casario”, Serigrafia a cores s/ papel, 1983.

Na Casa-Museu Anselmo Braamcamp Freire encontra-se em exposição parte do espólio artístico da jornalista Manuela Ferreira de Azevedo, doado à Câmara Municipal de Santarém no final da década de 80, espólio esse que contempla reconhecidos artistas nacionais e internacionais.

Em permanência:

Visite o Núcleo Museológico do Tempo - Torre das Cabaças, de quarta-feira a domingo, das 09h30 às 12h30 e das 14h00 às 17h30, sob marcação através do telefone: 243 377 290 ou 912 578 970.

No Núcleo Museológico do Tempo encontra-se em exposição temporária um relógio de mesa, do início do século XX, em terracota policromada, representando duas crianças. Este relógio é proveniente da coleção de relojoaria do Museu Municipal de Santarém e está patente até 31 de agosto de 2019.

Sujeito a marcação através dos contatos: tel. 243 377 290 / 912 578 970

Visite o Centro de Interpretação Urbi Scallabis – USCI, no Jardim Portas do Sol, de quarta-feira a domingo, das 09h30 às 12h15 e das 14h00 às 17h15. Contato: tel.- 243 357 288.

Instalado no Jardim Portas do Sol, o Centro de Interpretação Urbi Scallabis concilia, de forma harmoniosa, a dimensão turística e a vertente científica, fruto de um aprofundado trabalho de estudo e investigação.

A área expositiva oferece uma fácil abordagem no domínio inovador da interatividade, que lhe permite, à distância de um toque digital, identificar e localizar o valor do património arquitetónico, a riqueza da tumulária, a abundância da heráldica e a qualidade da azulejaria que a cidade ostenta e que, muitas vezes, os escalabitanos e os turistas desconhecem.

Contactos

  • Município

  • Freguesias

  • Empresas Municipais

  • Segurança

  • Saúde e Serviços Sociais

  • Serv. Judiciais

  • Serv. Públicos

  • Serviço de Higiene e Limpeza

     800 207 776

  • Serviços de Cemitérios

     243 352 034
     

  • Casa Pedro Álvares Cabral/Casa do Brasil

    243 304 652

  • Posto de Turismo

     243 304 437
     

  • Biblioteca Municipal Braamcamp Freire

    243 330 240 
     

  • Divisão de Ação Social e Saúde

     243 304 400

  • BLV- Banco Local de Voluntariado

     243 304 400
     

  • Serviço de Atendimento a Familiares e a Doentes de Alzheimer

    243 304 400

  • Câmara Municipal de Santarém

    243 304 200

  • Programa Rede Social – CLASS

     243 304 424
     

  • Gabinete de Psicologia da Criança e do Adolescente

     243 304 400
     

  • Gabinete de Apoio ao Imigrante e Minorias Étnicas

     243 304 400

  • Secção de Receitas

     243 304 217
     

  • Tesouraria

     243 304 214
     

  • Divisão de Espaços Públicos e Ambiente

    243 304 250

  • Divisão de Planeamento e Urbanismo

    243 304 627 243 304 613

  • Divisão de Educação e Juventude

    243 304 400

  • Ambiente e Sustentabilidade - Equipa Multidisciplinar de Ação para a Sustentabilidade

    243 304 400

  • Serviço de Atendimento da Divisão de Ação Social e Saúde

    243 304 400

  • Divisão de Obras e Projetos

    243 304 241 243 304 297

  • Divisão de Recursos Humanos e Administração

    243 304 200

  • NIAC - Núcleo de Informação Autárquica ao Consumidor

    . 243 304 408 
     

  • Serviço de Sanidade e Higiene Pública Veterinária

     243 304 230
     

  • Relações Públicas e Comunicação

    243 304 400

  • Assembleia Municipal de Santarém

    243 304 223
     

  • Gabinete Técnico Florestal

    243 333 122

    Seg, Qua e Sex: 09h30 às 12h30

  • Departamento Técnico e Gestão Territorial

    243 304 628

  • Sala de Leitura Bernardo Santareno

     243 304 649
     

  • Departamento de Administração e Finanças

    243 304 200

  • Bombeiros Municipais de Santarém

    243 333 122 / 243 333 091

  • Centro Local de Apoio à Integração de Imigrantes

     243 304 400/243 304 409

  • RLIS – Rede Local de Intervenção Social

     914 516 813

     

  • Casa do Ambiente

    243 321 183

  • Loja do Cidadão

    707 241 107

  • Teatro Sá da Bandeira

    243 309 460

     

  • Centro de Investigação Prof. Doutor Joaquim Veríssimo Serrão

    243 304 662

     

  • União de Freguesias da cidade de Santarém

    243 321 531

  • Junta de Freguesia de Gançaria

    243 405 164

  • União das freguesias de Casével e Vaqueiros

    243 441 253

  • União das Freguesias de Azoia Cima e Tremês

    243 479 923

  • Junta de Freguesia de Moçarria

    243 499 592

     

  • Junta de Freguesia de Póvoa da Isenta

    243 769 350

  • União das Freguesias de São Vicente do Paúl e Vale de Figueira

    243 441 857

  • Junta de Freguesia de Arneiro das Milhariças

    243 449 807

  • Junta de Freguesia de Vale de Santarém

    243 769 614

  • União das Freguesias da Romeira e Várzea

    243 469 758

  • Junta de Freguesia de Pernes

    243 440 570 

     

  • Junta de Freguesia de Amiais de Baixo

    249 870 787

  • União Freguesias de Achete, Azoia Baixo e Póvoa Santarém

    243 469 555

  • Junta de Freguesia de Abrã

    243 400 548

     

  • Junta de Freguesia de Alcanede

    243 400 313

  • Junta de Freguesia de Abitureiras

    243 469 599

  • Junta de Freguesia de Alcanhões

    243 429 794

  • Junta de Freguesia de Almoster

    243 491 404

  • Pavilhão e Nave Desportiva Municipal

     243 300 908

  • A.S. - Empresa das Águas de Santarém - EM, S.A.

    243 30 50 50

  • Piscinas do Sacapeito

     243 300 905

  • Complexo Aquático Municipal

     243 300 900
     

  • Viver Santarém

    243 300 900

     

  • Proteção Civil Municipal

    243 333 122/ 243 333 091

  • Bombeiros Municipais de Santarém

     243 333 122 / 243 333 091 

  • Polícia de Segurança Pública

    243 322 022

  • Guarda Nacional Republicana Brigada 2 - Grupo Territorial de Santarém

    243 300 070

     

  • Bombeiros Voluntários De Santarém

    243377900

     

  • Serviço Municipal de Proteção Civil

    800 222 122

  • Hospital Distrital de Santarém

     243 300 200 

  • Centro Regional de Segurança Social

    243 330 400

  • Administração Regional de Saúde

    243 300 700

  • Unidade de Saúde Familiar do Planalto (Centro de Saúde de Santarém)

    243 303 231/32/33 

  • Unidade de Saúde familiar de S. Domingos (C.S. Santarém)

    243 330 600/601

  • Santa Casa da Misericórdia de Santarém

    243 305 260

  • Cruz Vermelha Portuguesa

     243 323 374
     

  • APAV – Associação Portuguesa de Apoio à Vítima

    243 356 505

     

  • GAV - Gabinete de Apoio à Vítima de Santarém

    243 356 505

  • Procuradoria da Instância Local Criminal de Santarém

    243 305 150

  • Procuradoria da Instância Central de Instrução Criminal de Santarém

    243 305 150

  • Procuradoria da Instância Central Criminal de Santarém

    243 305 150

  • DIAP

    243 305 150

  • Procuradoria da Instância Central do Trabalho de Santarém

    243 305 150

  • Procuradoria da Instância Central Cível de Santarém

    243 305 150

  • Procuradoria do Tribunal da Concorrência, Regulação e Supervisão

    243 305 150

  • Procuradoria da Instância Central de Comércio de Santarém

    243 305 150

  • Procuradoria da Instância Central de Família e Menores de Santarém

    243 305 150

  • CTT – Estação

    243 309 730

  • Portugal Telecom, Comunicações S.A.

    243 500 900

  • EDP - LTE - Eletricidade de Portugal

    808 505 505 (linha comercial)

    800 506 506 (avarias

  • Rodotejo

    243 333 200

  • CP - Caminhos-de-ferro Portugueses

    243 333 180

    www.cp.pt

  • Museu Diocesano de Santarém

    243 304 065

  • Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas – CNEMA

    243 300 300

     

×

Reino de Natal