Ir para o conteúdo
  MENU

Câmara Municipal de Santarém

Página principal

Agenda

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
5
Data : 2017-04-05
6
Data : 2017-04-06
7
Data : 2017-04-07
8
Data : 2017-04-08
9
Data : 2017-04-09
10
Data : 2017-04-10
11
Data : 2017-04-11
12
Data : 2017-04-12
13
Data : 2017-04-13
14
Data : 2017-04-14
15
Data : 2017-04-15
19
Data : 2017-04-19
21
Data : 2017-04-21
22
Data : 2017-04-22
23
Data : 2017-04-23
24
Data : 2017-04-24
25
Data : 2017-04-25
26
Data : 2017-04-26
27
Data : 2017-04-27
28
Data : 2017-04-28
29
Data : 2017-04-29
  SEGUIR

Aproveite o que Santarém tem para lhe oferecer este fim de semana

quinta-feira:

Esta quinta-feira, dia 9 de fevereiro, das 10h00 às 12h30, vão realizar-se Visitas Guiadas ao Teatro Taborda – Círculo Cultural Scalabitano.

À semelhança do ano transato, a Escola Alexandre Herculano, em parceria com o Círculo Cultural Scalabitano, está a organizar Visitas Guiadas ao Teatro Taborda, para o início do mês de fevereiro.

Das 18h00 às 22h00, o Ginásio da Escola Básica de S. Domingos acolhe, o Projeto ODISSEIA, com Histórias em Viagem: assim se chama o espetáculo itinerante de artes de rua que a companhia Radar 360º.

A Artemrede arranca, assim, com a segunda fase deste projeto, cofinanciado pela Fundação Calouste Gulbenkian, no âmbito da 2ª edição do programa PARTIS, e realizado em parceria com a cooperativa de solidariedade social RUMO no acompanhamento social e na avaliação.

Depois das participações de Rui Catalão e da Radar 360º, a terceira fase do projeto contará com a participação do realizador e músico António-Pedro. O ODISSEIA desenrolar-se-á até 2018.

Histórias em Viagem: assim se chama o espetáculo itinerante de artes de rua que a companhia Radar 360º vai criar no âmbito do projeto ODISSEIA, naquela que será também a primeira coprodução da Artemrede em 2017.

Histórias em Viagem tem estreia prevista para o próximo mês de abril em Oeiras, mas a companhia portuense com direção artística de Julieta Rodrigues e António Oliveira começa já este mês uma série de encontros preparatórios com jovens entre os 15 e os 26 anos dos municípios de Oeiras, Moita, Barreiro, Santarém, Almada e Sesimbra.

À semelhança do que aconteceu com o espetáculo “E Agora Nós”, de Rui Catalão, em 2016, o objetivo é capacitar os jovens participantes com competências artísticas e envolvê-los no processo criativo de um espetáculo, que depois entrará em itinerância nos municípios associados da Artemrede.

sexta-feira:

Esta sexta-feira, dia 9 de fevereiro, das 10h00 às 12h30, vão realizar-se Visitas Guiadas ao Teatro Taborda – Círculo Cultural Scalabitano.

À semelhança do ano transato, a Escola Alexandre Herculano, em parceria com o Círculo Cultural Scalabitano, está a organizar Visitas Guiadas ao Teatro Taborda, para o início do mês de fevereiro.

Das 18h00 às 22h00, o Ginásio da Escola Básica de S. Domingos acolhe, o Projeto ODISSEIA, com Histórias em Viagem: assim se chama o espetáculo itinerante de artes de rua que a companhia Radar 360º.

A Artemrede arranca, assim, com a segunda fase deste projeto, cofinanciado pela Fundação Calouste Gulbenkian, no âmbito da 2ª edição do programa PARTIS, e realizado em parceria com a cooperativa de solidariedade social RUMO no acompanhamento social e na avaliação.

Depois das participações de Rui Catalão e da Radar 360º, a terceira fase do projeto contará com a participação do realizador e músico António-Pedro. O ODISSEIA desenrolar-se-á até 2018.

Histórias em Viagem: assim se chama o espetáculo itinerante de artes de rua que a companhia Radar 360º vai criar no âmbito do projeto ODISSEIA, naquela que será também a primeira coprodução da Artemrede em 2017.

Histórias em Viagem tem estreia prevista para o próximo mês de abril em Oeiras, mas a companhia portuense com direção artística de Julieta Rodrigues e António Oliveira começa já este mês uma série de encontros preparatórios com jovens entre os 15 e os 26 anos dos municípios de Oeiras, Moita, Barreiro, Santarém, Almada e Sesimbra.

À semelhança do que aconteceu com o espetáculo “E Agora Nós”, de Rui Catalão, em 2016, o objetivo é capacitar os jovens participantes com competências artísticas e envolvê-los no processo criativo de um espetáculo, que depois entrará em itinerância nos municípios associados da Artemrede.

Às 18h30, há Workshop Yoga do Riso, na Arborea, na Avenida Madre Andaluz, N.º 17, em Santarém, destinado a adolescentes com idade superior a 15 anos e adultos, com a Facilitadora, Manuela Mendes, certificada pela Katarias School of Laugther Yoga. Para inscrições e informações: 936 566 759.

“Conhece o Yoga do Riso e os seus benefícios? Foi criada em 1998 por um médico, Dr. Madan Kataria, fundador do movimento mundial de Yoga do Riso. O riso é um comportamento humano que traz bem-estar às pessoas, contribuindo grandemente para fortalecer o desenvolvimento e crescimento pessoal, a melhoria da autoestima, confiança, satisfação pessoal e gestão de stress:

- Proporciona o desbloqueio das tensões no nosso corpo e equilíbrio emocional;

- Ajuda a desenvolver a intuição, imaginação e criatividade;

- Melhora o relacionamento com o outro e a qualidade de vida de quem a pratica;

- Oferece uma atitude positiva que pode incentivar a mudanças no estilo de vida;

- Ajuda a que se sinta melhor em relação a si e aos outros”.

sábado:

Este sábado, dia 11 de fevereiro, das 10h00 às 18h00, o Ginásio da Escola Básica de S. Domingos acolhe, o Projeto ODISSEIA, com Histórias em Viagem: assim se chama o espetáculo itinerante de artes de rua que a companhia Radar 360º.

A Artemrede arranca, assim, com a segunda fase deste projeto, cofinanciado pela Fundação Calouste Gulbenkian, no âmbito da 2ª edição do programa PARTIS, e realizado em parceria com a cooperativa de solidariedade social RUMO no acompanhamento social e na avaliação.

Depois das participações de Rui Catalão e da Radar 360º, a terceira fase do projeto contará com a participação do realizador e músico António-Pedro. O ODISSEIA desenrolar-se-á até 2018.

Histórias em Viagem: assim se chama o espetáculo itinerante de artes de rua que a companhia Radar 360º vai criar no âmbito do projeto ODISSEIA, naquela que será também a primeira coprodução da Artemrede em 2017.

Histórias em Viagem tem estreia prevista para o próximo mês de abril em Oeiras, mas a companhia portuense com direção artística de Julieta Rodrigues e António Oliveira começa já este mês uma série de encontros preparatórios com jovens entre os 15 e os 26 anos dos municípios de Oeiras, Moita, Barreiro, Santarém, Almada e Sesimbra.

À semelhança do que aconteceu com o espetáculo “E Agora Nós”, de Rui Catalão, em 2016, o objetivo é capacitar os jovens participantes com competências artísticas e envolvê-los no processo criativo de um espetáculo, que depois entrará em itinerância nos municípios associados da Artemrede.

Este sábado, às 10h30, Arte para Bebés, no Aqui Há Gato. Sujeito a marcação prévia.

Uma sessão dedicada aos bebés entre os 7 meses e os 3 anos. Cada bebé vem acompanhado de um adulto e juntos trabalham as relações, com os materiais, com os adultos e com as outras crianças. Um momento para colorir as sensações!!!

(Duração) 30’ (Classificação) a partir dos 12 meses (c/ aquisição de marcha) até 3 anos / inclusive (Preço) 7€ bebé + adulto

Às 12h00 e às 16h30, há Oficinas de arte - Mês da embalagem - Contentor Amarelo, na Livraria Aqui Há Gato.

Com muita arte e imaginação, vamos criar um "CESTO DE MOLAS".

Inscreve-te já 961229187 / 243 094 019

Duração: aprox. 1h - Classificação: M / 4 – 7€

http://www.aquihagato.org/tema-do-mes-embalagens-2/

Às 16h30, Samuel Pimenta lança o seu primeiro romance “Iluminações de uma Mulher Livre”, na Sala de Leitura Bernardo Santareno.

“A velha, a menina, a mulher: bruxa, santa ou messias?

Na aldeia que a rejeita e persegue, Isabel acorda com a única ideia capaz de a libertar do casamento opressor em que vive: matar o marido. Se, de início, a ideia lhe parece improvável, vai ganhando força à medida que recorda as histórias das mulheres do passado de que a avó lhe falava quando com outras mulheres se reunia em grupos femininos secretos para falar de oráculos, curas e magia – mas também da opressão de que tantas mulheres foram vítimas ao longo dos tempos, e do combate pela sobrevivência, do orgulho de serem mulheres”.

Às 21h30, o Teatro Sá da Bandeira apresenta a Performance/instalação Terrarium.

«“Um homem foi colocado num Terrarium para observação das suas ações. Movimenta-se no escuro, aparecendo e desaparecendo. O terreno que habita está coberto de artefactos e as ações que cria possuem um carácter lento, quase de imagem estática. Parece estar habituado a estar naquele lugar, e as ações parecem sair-lhe de dentro dos olhos, como se empurrasse as mãos através dos olhos e segurasse algumas das imagens que contém lá dentro. São a projeção do seu interior para o exterior, como se o seu cérebro fosse uma câmara escura onde as ações/ imagens são reveladas sempre numa luz fosca, aparecendo por um breve momento, para logo desaparecer.

Existe uma pressão para o impacto, para a consequência, para o esclarecimento. Existe algo intermitente, algo relacionado com a morte, com o desaparecimento. À primeira vista Terrarium está instalado num beco sem saída, uma espécie de laboratório onde o universo celebração e sonho são envolvidos por um estado crepuscular. Talvez uma espécie de figura que vive dentro de uma "caverna" e que explora a impossibilidade de “fixar” o tempo».

Ficha Técnica e Artística: Criação e Interpretação André Uerba | Desenho de Luz, Som, Vídeo & Figurinos André Uerba |Luz LED André Uerba & Travis Wood | Assistente de Coreografia Anna Posch | Mentores Diego Agulló, Siegmar Zacharias, Vladimir Miller | Aconselhamento de Luz Ruth Waldeyer | Produção Short Hope | Co-Produção HZT, Ufertstudios | Apoio Albrecht Kindergeraete, casaBranca, CNC | Créditos fotográficos André Wunstorf.

Agradecimentos: Ana Borralho & João Galante, Ana Trincão, António da Camara Manuel, Boyan Manchev, Barbara Friedrich, Cláudia de Serpa Soares, Eva-Maria Hoerster, Joana von Mayer Trindade, Máquina Agradável, Miguel Moreira, Nicolas Woche, Nikola Pieper, Nik Haffner, Rhys Martin, Sandra Blatterer, Sophia New, Thomas Walgrave, Vera Mantero e a toda a equipa dos Uferstudios.

(Performance) (Duração) 60’ (Classificação) M/12 (Preço) 5€ (Lotação Limitada)

domingo:

Este domingo, dia 12 de fevereiro, das 10h00 às 18h00, o Ginásio da Escola Básica de S. Domingos acolhe, o Projeto ODISSEIA, com Histórias em Viagem: assim se chama o espetáculo itinerante de artes de rua que a companhia Radar 360º.

A Artemrede arranca, assim, com a segunda fase deste projeto, cofinanciado pela Fundação Calouste Gulbenkian, no âmbito da 2ª edição do programa PARTIS, e realizado em parceria com a cooperativa de solidariedade social RUMO no acompanhamento social e na avaliação.

Depois das participações de Rui Catalão e da Radar 360º, a terceira fase do projeto contará com a participação do realizador e músico António-Pedro. O ODISSEIA desenrolar-se-á até 2018.

Histórias em Viagem: assim se chama o espetáculo itinerante de artes de rua que a companhia Radar 360º vai criar no âmbito do projeto ODISSEIA, naquela que será também a primeira coprodução da Artemrede em 2017.

Histórias em Viagem tem estreia prevista para o próximo mês de abril em Oeiras, mas a companhia portuense com direção artística de Julieta Rodrigues e António Oliveira começa já este mês uma série de encontros preparatórios com jovens entre os 15 e os 26 anos dos municípios de Oeiras, Moita, Barreiro, Santarém, Almada e Sesimbra.

À semelhança do que aconteceu com o espetáculo “E Agora Nós”, de Rui Catalão, em 2016, o objetivo é capacitar os jovens participantes com competências artísticas e envolvê-los no processo criativo de um espetáculo, que depois entrará em itinerância nos municípios associados da Artemrede.

Em permanência:

Até dia 28 de fevereiro, visite a EXPOSIÇÃO BIBLIOGRÁFICA “Vamos ler…Pe. António Vieira (1608-1697)”, na Biblioteca Municipal Anselmo Braamcamp Freire, segunda a sexta-feira das 09h30 às 18h00.

Em 2017 comemoram-se os 320 anos da morte do Padre António Vieira, uma das personagens mais influentes do seculo XVII e um escritor e orador português da Companhia de Jesus que combateu incansavelmente a exploração e escravização dos povos indígenas, defendeu os judeus e a abolição da escravatura.

Foi um dos mais inspiradores e completos oradores da história europeia cuja sua vasta obra literária, com destaque para os cerca de 200 sermões que escreveu, continua a ser em pleno seculo XXI como de grande interesse para os investigadores, academias científicas, culturais e literárias.

A Sala de Leitura Bernardo Santareno acolhe, até dia 28 de fevereiro, a EXPOSIÇÃO BIBLIOGRÁFICA “Esopo” na Literatura Infantil, de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 18h00.

Esopo foi um escritor Grego conhecido pelas suas fábulas ainda hoje a circularem na geração infantil com inúmeras traduções nas mais diversas línguas.

As suas fábulas inspiraram muitos outros escritores fabulistas como foi o caso de Jean de La Fontaine. Pouco se sabe sobre Esopo, sabe-se que tinha o dom da palavra e grande habilidade a contar histórias em que os personagens eram animais ou personagens mitológicas, nas quais havia sempre ensinamentos morais verdadeiros e profundos.

Até dia 28 de fevereiro, visite a Exposição Coleção de arte contemporânea ‘Manuela de Azevedo’, na Biblioteca Municipal Anselmo Braamcamp Freire, de

segunda a sexta-feira, das 9h30 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.

Na Casa-Museu Anselmo Braamcamp Freire encontra-se em exposição parte do espólio artístico da jornalista Manuela Ferreira de Azevedo, doado à Câmara Municipal de Santarém no final da década de 80, espólio esse que contempla reconhecidos artistas nacionais e internacionais.

De janeiro até ao final de março está em destaque trimestral uma obra da autoria de Manuel Cargaleiro: S/Titulo, serigrafia s/ papel, datada de 1978.

Até dia 28 de fevereiro, visite o Arquivo Histórico Municipal-Mostra Documental

“Falam documentos de outras eras”, na Biblioteca Municipal Anselmo Braamcamp Freire, de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 18h00.

“[Acórdão da Câmara Municipal da Vila de Santarém]. Santarém, 9 de janeiro de 1745.

Assinado pelo Juiz e procuradores: [João Luis Cardozo]; Mergulhão; Lacerda; [Diogo da Silva; Manuel do Couto, Jozeph Simois e pelo escrivão da Câmara, Joseph da Silva Torres.

Em virtude das queixas apresentadas pelos lavradores, a Câmara toma providências para minimizar os prejuízos causados pela abundância de pássaros no termo de Santarém”.

Aproveite para visitar o Centro de Interpretação - Urbi Scallabis – USCI, no Jardim Portas do Sol, de quarta-feira a domingo, das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30. Para mais informações, contacte o telefone: 243 357 288.

Instalado no Jardim Portas do Sol, o Centro de Interpretação Urbi Scalabis concilia, de forma harmoniosa, a dimensão turística e a vertente científica, fruto de um aprofundado trabalho de estudo e investigação.

Visite o Núcleo Museológico do Tempo - Torre das Cabaças, com destaque para o Relógio Solar da Torre, de quarta-feira a domingo, das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30, sob marcação através do telefone: 912 578 970.

«A invenção do relógio mecânico, no terceiro quartel do século XIII (c. 1271), exerceu um papel essencial na transformação da consciência do tempo e das mentalidades medievais, sobretudo a partir dos séculos XIV e XV. O novo invento teve por base o escape e um motor regular, tendo sido posteriormente associado ao toque de sinos. A sua utilização difundiu-se nas urbes da Baixa Idade média, como em Lisboa, com o relógio da Sé, ou Santarém, onde o Cabaceiro fez a sua aparição ainda em Quatrocentos.

No século XVI, em pleno Renascimento, inventa-se o relógio de molas, mais eficaz, a que nobres, bispos e reis vão ter acesso através dos contributos dados por ferreiros, serralheiros, astrónomos e matemáticos. Porém os relógios de base astronómica não desapareceram, como o atesta o quadrante solar da Torre das Cabaças, datado de 1596. A sua existência era fundamental em face da relativa precisão das engrenagens, onde as discrepâncias temporais eram frequentes.

O relógio solar da Torre é um objecto horizontal, semiesférico, de periferia gomeada e sem estilete. O mostrador mostra três círculos concêntricos: os dois primeiros delimitam os traços das meias horas e o último regista os algarismos das horas.

A tipologia deste quadrante encontra paralelos em Portugal, como no caso da ‘pedra de horas’ da Quinta da Torre de S. João de Ver, em Santa Maria da Feira. A sua função era acertar os mecanismos horários mais complexos, de base mecânica, os pioneiros da horologia de engrenagens.»

Contactos

  • Município

  • Freguesias

  • Empresas Municipais

  • Segurança

  • Saúde e Serviços Sociais

  • Serv. Judiciais

  • Serv. Públicos

  • Serviço de Higiene e Limpeza

     800 207 776

  • Serviços de Cemitérios

     243 352 034
     

  • Casa Pedro Álvares Cabral/Casa do Brasil

    243 304 652

  • Posto de Turismo

     243 304 437
     

  • Biblioteca Municipal Braamcamp Freire

    243 330 240 
     

  • Divisão de Ação Social e Saúde

     243 304 400

  • BLV- Banco Local de Voluntariado

     243 304 400
     

  • Serviço de Atendimento a Familiares e a Doentes de Alzheimer

    243 304 400

  • Câmara Municipal de Santarém

    243 304 200

  • Programa Rede Social – CLASS

     243 304 424
     

  • Gabinete de Psicologia da Criança e do Adolescente

     243 304 400
     

  • Gabinete de Apoio ao Imigrante e Minorias Étnicas

     243 304 400

  • Secção de Receitas

     243 304 217
     

  • Tesouraria

     243 304 214
     

  • Divisão de Espaços Públicos e Ambiente

    243 304 250

  • Divisão de Planeamento e Urbanismo

    243 304 627 243 304 613

  • Divisão de Educação e Juventude

    243 304 400

  • Ambiente e Sustentabilidade - Equipa Multidisciplinar de Ação para a Sustentabilidade

    243 304 400

  • Serviço de Atendimento da Divisão de Ação Social e Saúde

    243 304 400

  • Divisão de Obras e Projetos

    243 304 241 243 304 297

  • Divisão de Recursos Humanos e Administração

    243 304 200

  • NIAC - Núcleo de Informação Autárquica ao Consumidor

    . 243 304 408 
     

  • Serviço de Sanidade e Higiene Pública Veterinária

     243 304 230
     

  • Relações Públicas e Comunicação

    243 304 400

  • Assembleia Municipal de Santarém

    243 304 223
     

  • Gabinete Técnico Florestal

    243 333 122

  • Departamento Técnico e Gestão Territorial

    243 304 628

  • Sala de Leitura Bernardo Santareno

     243 304 649
     

  • Departamento de Administração e Finanças

    243 304 200

  • Bombeiros Municipais de Santarém

    243 333 122 / 243 333 091

  • Centro Local de Apoio à Integração de Imigrantes

     243 304 400/243 304 409

  • RLIS – Rede Local de Intervenção Social

     914 516 813

     

  • Casa do Ambiente

    243 321 183

  • Loja do Cidadão

    707 241 107

  • Teatro Sá da Bandeira

    243 309 460

     

  • Centro de Investigação Prof. Doutor Joaquim Veríssimo Serrão

    243 304 662

     

  • União de Freguesias da cidade de Santarém

    243 321 531

  • Junta de Freguesia de Gançaria

    243 405 164

  • União das freguesias de Casével e Vaqueiros

    243 441 253

  • União das Freguesias de Azoia Cima e Tremês

    243 479 923

  • Junta de Freguesia de Moçarria

    243 499 592

     

  • Junta de Freguesia de Póvoa da Isenta

    243 769 350

  • União das Freguesias de São Vicente do Paúl e Vale de Figueira

    243 441 857

  • Junta de Freguesia de Arneiro das Milhariças

    243 449 807

  • Junta de Freguesia de Vale de Santarém

    243 769 614

  • União das Freguesias da Romeira e Várzea

    243 469 758

  • Junta de Freguesia de Pernes

    243 440 570 

     

  • Junta de Freguesia de Amiais de Baixo

    249 870 787

  • União Freguesias de Achete, Azoia Baixo e Póvoa Santarém

    243 469 555

  • Junta de Freguesia de Abrã

    243 400 548

     

  • Junta de Freguesia de Alcanede

    243 400 313

  • Junta de Freguesia de Abitureiras

    243 469 599

  • Junta de Freguesia de Alcanhões

    243 429 794

  • Junta de Freguesia de Almoster

    243 491 404

  • Pavilhão e Nave Desportiva Municipal

     243 300 908

  • A.S. - Empresa das Águas de Santarém - EM, S.A.

    243 30 50 50

  • Piscinas do Sacapeito

     243 300 905

  • Complexo Aquático Municipal

     243 300 900
     

  • Viver Santarém

    243 300 900

     

  • Proteção Civil Municipal

    243 333 122/ 243 333 091

  • Bombeiros Municipais de Santarém

     243 333 122 / 243 333 091 

  • Polícia de Segurança Pública

    243 322 022/23/24

  • Guarda Nacional Republicana Brigada 2 - Grupo Territorial de Santarém

    243 300 070

     

  • Bombeiros Voluntários De Santarém

    243377900

     

  • Serviço Municipal de Proteção Civil

    800 222 122

  • Hospital Distrital de Santarém

     243 300 200 

  • Centro Regional de Segurança Social

    243 330 400

  • Administração Regional de Saúde

    243 300 700

  • Unidade de Saúde Familiar do Planalto (Centro de Saúde de Santarém)

    243 303 231/32/33 

  • Unidade de Saúde familiar de S. Domingos (C.S. Santarém)

    243 330 600/601

  • Santa Casa da Misericórdia de Santarém

    243 305 260

  • Cruz Vermelha Portuguesa

     243 323 374
     

  • APAV – Associação Portuguesa de Apoio à Vítima

    243 356 505

     

  • GAV - Gabinete de Apoio à Vítima de Santarém

    243 356 505

  • Procuradoria da Instância Local Criminal de Santarém

    243 305 150

  • Procuradoria da Instância Central de Instrução Criminal de Santarém

    243 305 150

  • Procuradoria da Instância Central Criminal de Santarém

    243 305 150

  • DIAP

    243 305 150

  • Procuradoria da Instância Central do Trabalho de Santarém

    243 305 150

  • Procuradoria da Instância Central Cível de Santarém

    243 305 150

  • Procuradoria do Tribunal da Concorrência, Regulação e Supervisão

    243 305 150

  • Procuradoria da Instância Central de Comércio de Santarém

    243 305 150

  • Procuradoria da Instância Central de Família e Menores de Santarém

    243 305 150

  • CTT – Estação

    243 309 730

  • Portugal Telecom, Comunicações S.A.

    243 500 900

  • EDP - LTE - Eletricidade de Portugal

    808 505 505 (linha comercial)

    800 506 506 (avarias

  • Rodotejo

    243 333 200

  • CP - Caminhos-de-ferro Portugueses

    243 333 180

    www.cp.pt

  • Museu Diocesano de Santarém

    243 304 065

  • Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas – CNEMA

    243 300 300

     

×