Ir para o conteúdo
  MENU

Município de Santarém

Página principal

Noticias

Mostra de doces conventuais no Museu Diocesano de Santarém

O Museu Diocesano de Santarém, instalado no Seminário da cidade, vai acolher de hoje até amanhã, a V Mostra de Doces Conventuais, evento que i...

Read more

Noticias

Seminário inter-universitário “Santarém Cosmopolita”

Auditório da Escola Superior de Educação Santarém recebeu hoje o Seminário Inter-universitário, organizado pela Escola Superior ...

Read more

Noticias

Mais de 700 alunos do Concelho distinguidos pela autarquia Scalabitana

Mais de 700 alunos do Concelho foram distinguidos hoje, dia 18 de 0utubro, pela autarquia Scalabitana, no Grande Auditório do CNEMA – Centro Nacional de Expo...

Read more

Noticias

Município de Santarém co-organiza com CNJ sessão de Diálogo Jovem

No âmbito da implementação do 7.º Ciclo do Diálogo Jovem da União Europeia, “Tu Na Europa”, o Município de Santa...

Read more

Noticias

Aproveite o que Santarém tem para lhe oferecer este fim de semana

sexta-feira:   Esta sexta-feira, dia 18 de outubro, às 17h30, o Município de Santarém vai distinguir e reconhecer o empenho e a dedicaç...

Read more

Agenda

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
4
Data : 2019-10-04
5
Data : 2019-10-05
7
Data : 2019-10-07
8
Data : 2019-10-08
9
Data : 2019-10-09
10
Data : 2019-10-10
11
Data : 2019-10-11
12
Data : 2019-10-12

Festas Tradicionais em Abrã

Longos são os relatos, as histórias e as recordações dos festejos tradicionais existentes em Abrã, em honra de Santa Margarida, padroeira desta freguesia deste 1693, ano em que foi erguida a igreja matriz.

Contam as pessoas mais velhas desta sede de freguesia que, outrora, os trabalhos para a realização dos festejos eram muito maiores, dado que, de ano para ano, se tinham de fazer coretos e quermesses novos, uma vez que não existia um espaço para a sua arrumação e os seus materiais de construção se deterioravam (troncos, rama de eucalipto e folhas de palmeira). Estes, apesar de poderem ser colocados em sítios distintos, tinham que ser sempre colocados em redor da Igreja Matriz. No centro do coreto era colocado um mastro alto onde era içada, na manhã do primeiro dia de festa, a Bandeira Nacional acompanhada do respetivo Hino, sendo que quanto maior fosse o mastro, maior seria o donativo dado pela população.

Desde que há memória, estes festejos sempre se realizaram no mês de Agosto e, tal como agora, eram organizados por um conjunto de pessoas, denominado por Comissão de Festas. Esta comissão era, normalmente, constituía por um juiz, um escrivão, uma juíza, uma escrivã e ainda seis mordomos e seis mordomas, perfazendo um total de dezasseis pessoas.

O juiz era o elemento mais importante, competindo-lhe tomar as decisões mais importantes no que se referia à organização dos festejos. Para além de organizar os mordomos, era o juiz o responsável por, juntamente com o escrivão, retirarem o dinheiro colocado pela população nos andores como forma de devoção aos Santos durante e após a procissão. No final de cada festa, o juiz decidia o que fazer com os lucros obtidos, sendo que normalmente eram utilizados para o melhoramento da terra. Durante os festejos, o juiz era a única pessoa que poderia deitar foguetes de três tiros, utilizados para que a Comissão de Festas se reunisse no adro da Igreja.

Por seu lado, a juíza era o elemento feminino com mais importância, competindo-lhe a ela todos os trabalhos inerentes à organização da quermesse e, juntamente com a escrivã, era responsável pelo dinheiro obtido através da venda de rifas.

Tanto os rapazes como as raparigas faziam antecipadamente peditórios nas populações vizinhas, chegando mesmo a estender-se a populações mais distantes, onde obtinham géneros alimentares (trigo, milho, azeite, feijão, carne, etc.) e prendas para serem rifadas na quermesse.

Para que a Comissão de Festas se pudesse diferenciar da restante população, os membros que a constituíam vestiam capas, sendo as dos rapazes de cor vermelha e as das raparigas de cor branca. Para além disto, também usavam uma fita no braço, os rapazes de cor vermelha e as raparigas de cor-de-rosa.

A povoação de Abrã está dividida em dois lugares: o lugar da Abrã Grande e o lugar de Abrã Pequena. Uma vez que os festejos tinham a duração de dois dias, os bailes eram realizados no primeiro dia de festa no lugar de Abrã Pequena e no dia seguinte no lugar de Abrã Grande. O peditório à população era sempre realizado no dia de missa, seguida da procissão.

À saída e chegada da procissão era tradição tocar o sino a repique. Nesta procissão, que passava pelas principais ruas da terra enfeitadas com bandeiras de pano e arcos feitos com folhas de palmeira, participavam os andores com as imagens dos Santos, os Anjinhos (crianças vestidas a rigor), as fogaças oferecidas pelo juiz, pela juíza, pela escrivã e restantes mordomas, transportadas à cabeça pelos rapazes da Comissão de Festas. É de salientar que, dado ao seu tamanho, as fogaças da juíza e da escrivã tinham de ser transportadas ao longo da procissão por dois rapazes. A procissão era sempre acompanhada pela população e pelo "Solidó" que, no final da mesma, tocava uma música no interior da Igreja.

Com o passar dos anos e após serem realizados alguns melhoramentos na Igreja e na povoação, houve a necessidade e o desejo de se criar uma Associação Cultural e Recreativa, passando os lucros das festas para a construção da mesma. Nos finais dos anos 70, um conjunto de homens com o apoio de toda a população conseguiu fundar esta associação. Desde então e até aos nossos dias todos os lucros obtidos através da realização dos festejos tradicionais têm revertido a favor de melhoramentos na Associação Cultural e Recreativa de Abrã (ACRA), sendo que os lucros da festa de 2000/2001 reverteram a favor da construção do coreto no adro da igreja. Ao longo de cada ano, a Comissão de Festas vai realizando eventos e peditórios na povoação afim de angariar fundos para dar continuidade aos melhoramentos da ACRA.

Atualmente, a Comissão de Festas é composta por 25 elementos, sendo sete raparigas e dezoito rapazes.

Ao longo dos tempos, houveram tradições que não se perderam, como o içar da Bandeira Nacional ao som do Hino; as responsabilidades dos juízes e das festeiras; a oferta das fogaças; o toque do sino no inicio e no fim da procissão; os andores com as imagens dos Santos e as crianças vestidas de Anjo, na procissão; e o terminar da procissão, com a entrada da banda na Igreja a tocar uma música dedicada a Nossa Senhora.

Contactos

  • Município

  • Freguesias

  • Empresas Municipais

  • Segurança

  • Saúde e Serviços Sociais

  • Serv. Judiciais

  • Serv. Públicos

  • Serviço de Higiene e Limpeza

     800 207 776

  • Serviços de Cemitérios

     243 352 034
     

  • Casa Pedro Álvares Cabral/Casa do Brasil

    243 304 652

  • Posto de Turismo

     243 304 437
     

  • Biblioteca Municipal Braamcamp Freire

    243 330 240 
     

  • Divisão de Ação Social e Saúde

     243 304 400

  • BLV- Banco Local de Voluntariado

     243 304 400
     

  • Serviço de Atendimento a Familiares e a Doentes de Alzheimer

    243 304 400

  • Câmara Municipal de Santarém

    243 304 200

  • Programa Rede Social – CLASS

     243 304 424
     

  • Gabinete de Psicologia da Criança e do Adolescente

     243 304 400
     

  • Gabinete de Apoio ao Imigrante e Minorias Étnicas

     243 304 400

  • Secção de Receitas

     243 304 217
     

  • Tesouraria

     243 304 214
     

  • Divisão de Espaços Públicos e Ambiente

    243 304 250

  • Divisão de Planeamento e Urbanismo

    243 304 627 243 304 613

  • Divisão de Educação e Juventude

    243 304 400

  • Ambiente e Sustentabilidade - Equipa Multidisciplinar de Ação para a Sustentabilidade

    243 304 400

  • Serviço de Atendimento da Divisão de Ação Social e Saúde

    243 304 400

  • Divisão de Obras e Projetos

    243 304 241 243 304 297

  • Divisão de Recursos Humanos e Administração

    243 304 200

  • NIAC - Núcleo de Informação Autárquica ao Consumidor

    . 243 304 408 
     

  • Serviço de Sanidade e Higiene Pública Veterinária

     243 304 230
     

  • Relações Públicas e Comunicação

    243 304 400

  • Assembleia Municipal de Santarém

    243 304 223
     

  • Gabinete Técnico Florestal

    243 333 122

    Seg, Qua e Sex: 09h30 às 12h30

  • Departamento Técnico e Gestão Territorial

    243 304 628

  • Sala de Leitura Bernardo Santareno

     243 304 649
     

  • Departamento de Administração e Finanças

    243 304 200

  • Bombeiros Municipais de Santarém

    243 333 122 / 243 333 091

  • Centro Local de Apoio à Integração de Imigrantes

     243 304 400/243 304 409

  • RLIS – Rede Local de Intervenção Social

     914 516 813

     

  • Casa do Ambiente

    243 321 183

  • Loja do Cidadão

    707 241 107

  • Teatro Sá da Bandeira

    243 309 460

     

  • Centro de Investigação Prof. Doutor Joaquim Veríssimo Serrão

    243 304 662

     

  • União de Freguesias da cidade de Santarém

    243 321 531

  • Junta de Freguesia de Gançaria

    243 405 164

  • União das freguesias de Casével e Vaqueiros

    243 441 253

  • União das Freguesias de Azoia Cima e Tremês

    243 479 923

  • Junta de Freguesia de Moçarria

    243 499 592

     

  • Junta de Freguesia de Póvoa da Isenta

    243 769 350

  • União das Freguesias de São Vicente do Paúl e Vale de Figueira

    243 441 857

  • Junta de Freguesia de Arneiro das Milhariças

    243 449 807

  • Junta de Freguesia de Vale de Santarém

    243 769 614

  • União das Freguesias da Romeira e Várzea

    243 469 758

  • Junta de Freguesia de Pernes

    243 440 570 

     

  • Junta de Freguesia de Amiais de Baixo

    249 870 787

  • União Freguesias de Achete, Azoia Baixo e Póvoa Santarém

    243 469 555

  • Junta de Freguesia de Abrã

    243 400 548

     

  • Junta de Freguesia de Alcanede

    243 400 313

  • Junta de Freguesia de Abitureiras

    243 469 599

  • Junta de Freguesia de Alcanhões

    243 429 794

  • Junta de Freguesia de Almoster

    243 491 404

  • Pavilhão e Nave Desportiva Municipal

     243 300 908

  • A.S. - Empresa das Águas de Santarém - EM, S.A.

    243 30 50 50

  • Piscinas do Sacapeito

     243 300 905

  • Complexo Aquático Municipal

     243 300 900
     

  • Viver Santarém

    243 300 900

     

  • Proteção Civil Municipal

    243 333 122/ 243 333 091

  • Bombeiros Municipais de Santarém

     243 333 122 / 243 333 091 

  • Polícia de Segurança Pública

    243 322 022

  • Guarda Nacional Republicana Brigada 2 - Grupo Territorial de Santarém

    243 300 070

     

  • Bombeiros Voluntários De Santarém

    243377900

     

  • Serviço Municipal de Proteção Civil

    800 222 122

  • Hospital Distrital de Santarém

     243 300 200 

  • Centro Regional de Segurança Social

    243 330 400

  • Administração Regional de Saúde

    243 300 700

  • Unidade de Saúde Familiar do Planalto (Centro de Saúde de Santarém)

    243 303 231/32/33 

  • Unidade de Saúde familiar de S. Domingos (C.S. Santarém)

    243 330 600/601

  • Santa Casa da Misericórdia de Santarém

    243 305 260

  • Cruz Vermelha Portuguesa

     243 323 374
     

  • APAV – Associação Portuguesa de Apoio à Vítima

    243 356 505

     

  • GAV - Gabinete de Apoio à Vítima de Santarém

    243 356 505

  • Procuradoria da Instância Local Criminal de Santarém

    243 305 150

  • Procuradoria da Instância Central de Instrução Criminal de Santarém

    243 305 150

  • Procuradoria da Instância Central Criminal de Santarém

    243 305 150

  • DIAP

    243 305 150

  • Procuradoria da Instância Central do Trabalho de Santarém

    243 305 150

  • Procuradoria da Instância Central Cível de Santarém

    243 305 150

  • Procuradoria do Tribunal da Concorrência, Regulação e Supervisão

    243 305 150

  • Procuradoria da Instância Central de Comércio de Santarém

    243 305 150

  • Procuradoria da Instância Central de Família e Menores de Santarém

    243 305 150

  • CTT – Estação

    243 309 730

  • Portugal Telecom, Comunicações S.A.

    243 500 900

  • EDP - LTE - Eletricidade de Portugal

    808 505 505 (linha comercial)

    800 506 506 (avarias

  • Rodotejo

    243 333 200

  • CP - Caminhos-de-ferro Portugueses

    243 333 180

    www.cp.pt

  • Museu Diocesano de Santarém

    243 304 065

  • Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas – CNEMA

    243 300 300