Ir para o conteúdo
  MENU

Município de Santarém

Página principal

Agenda

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
Data : 2019-04-01
2
Data : 2019-04-02
3
Data : 2019-04-03
4
Data : 2019-04-04
5
Data : 2019-04-05
6
Data : 2019-04-06
7
Data : 2019-04-07
8
Data : 2019-04-08
9
Data : 2019-04-09
10
Data : 2019-04-10
11
Data : 2019-04-11
12
Data : 2019-04-12
13
Data : 2019-04-13
14
Data : 2019-04-14
17
Data : 2019-04-17
24
Data : 2019-04-24
25
Data : 2019-04-25

Aproveite o que Santarém tem para lhe oferecer este fim de semana

sábado:

Este sábado, dia 23 de março, às 21h30, o Teatro Sá da Bandeira recebe o espetáculo de Circo contemporâneo “MUNDO INTERIOR”, de João Paulo Santos e João Garcia Miguel.

Mundo Interior é um espetáculo de circo contemporâneo que surge de um sonho antigo de João Garcia Miguel e João Paulo Santos. Um sonho tão longínquo quanto o tempo em que João e João se encontraram no Chapitô, enquanto professor e aluno e, no entanto, já como almas e artistas. Jalâl Rûmi, a quem pedem o título da peça emprestado que é homónimo de um dos seus livros, diz-nos que a palavra incita-nos na procura, não que a coisa procurada seja obtida pela palavra pois, se assim fosse, não teríamos necessidade de nos esforçarmos tanto e repetidamente. Bastava falar e as coisas todas se acertavam e compunham como se entrássemos no Paraíso.

Os ingressos têm o custo de 7€, com descontos aplicáveis, e estão à venda no Teatro Sá da Bandeira, na Bol - Bilheteira Online (www.bol.pt) e nas Lojas Worten, Fnac e CTT. Mais informações através do e-mail .

A decorrer:

Até dia 29 de março, visite a Mostra Bibliográfica de “Anselmo Braamcamp Freire - 170º aniversário Natalício”, de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 18h00, na Biblioteca Municipal Braamcamp Freire.

A Biblioteca Municipal de Santarém relembra e homenageia o seu “patrono” Anselmo Braamcamp Freire pelo seu 170º aniversário Natalício. Nascido em 01 de fevereiro de 1849, Braamcamp Freire legou à cidade de Santarém, conforme testamento datado de 31 agosto de 1921, um valioso e vasto património que incluiu a sua valiosa biblioteca e o próprio palácio onde hoje se encontra instalada a Biblioteca Municipal de Santarém.

Figura de elevada e rara cultura, foi para além de genealogista, historiador e figura política de renome, um escritor que nos deixou uma vasta e diversificada coleção de obras editadas. Destacamos tão benemérita figura e comemoramos este seu Aniversario Natalício com uma exposição bibliográfica patente ao público durante os meses de fevereiro-março.

Até final de março, visite a Exposição de “Água, Terra, Ar” – “O Passado, o Presente e o Futuro em Santarém”, no Palácio Landal, por André Sier, Boris Chimp 504, Sonoscopia. Esta exposição que conta com 3 projetos de arte digital e sonora, integra ainda, de forma ativa e passiva, fotografias de autoria de José Freitas, que fez um trabalho de levantamento de imagens dos reservatórios da cidade de Santarém. Esta Exposição pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 12h30 e das 14h00 às 17h30, e ao sábado, das 10h00 às 13h00. Entrada gratuita.

Novos Media/Artes Digitais

Água, Terra, Ar, André Sier, Boris Chimp 504, Sonoscopia

O Passado, o Presente e o Futuro em Santarém

A importância da água no passado; Pensar o presente: O Labor da Terra. O respeito pelo trabalho na terra, o homem na eterna relação com a natureza; Pensar o futuro: o espaço enquanto metáfora para Santarém que sai de si mesma, em busca do futuro. Para dar corpo a estes temas, o Palácio Landal é ocupado por 3 projetos de arte digital e sonora, com peças que gerarão interação direta do público, tornando-o parte da instalação – enquanto performers, ou como membros da comunidade que experiencia um objeto estético, ou que é capaz de gerar pensamento e reflexão sobre as temáticas, construindo um Santarém do futuro.

Serão também André Sier trabalha artisticamente com código e meios interativos nos estúdios s373.net/x, onde combina videojogos, instalações, pintura, escultura, música, matemáticas e computação em objetos e experiências de artes eletrónicas, fundindo mitologia, interfaces, contínuums espácio-temporais generativos.

O Boris Chimp 504 é uma performance audiovisual em tempo real que enfatiza a síntese de áudio e as linguagens gráficas numa estética futurista de ficção científica. É um sistema interativo / reativo em tempo real entre o áudio e a imagem, entre o homem e a máquina.

A Sonoscopia é uma associação para a criação, produção e promoção de projetos artísticos e educacionais centrada nas áreas da música experimental, na pesquisa sonora e nos seus cruzamentos interdisciplinares com a literatura, dança, teatro e artes visuais.

(Classificação) para todos/as

Até dia 8 de abril, visite a Exposição Ornaverunt Lampades: A Arte Cristã na Herança de Luiza Andaluz”, no Museu Diocesano de Santarém.

Até dia 8 de abril de 2019, a exposição “Ornaverunt Lampades: A Arte Cristã na Herança de Luiza Andaluz” pode ser visitada no Museu Diocesano de Santarém.

Uma iniciativa do Museu Diocesano de Santarém, da Comissão Diocesana para os Bens Culturais da Igreja de Santarém em parceria com a Congregação das Servas de Nossa Senhora de Fátima, com o apoio do Secretariado Nacional para os Bens Culturais da Igreja e do Museu Nacional de Arte Antiga, que pretende dar a conhecer Luiza Andaluz, figura marcante no contexto social de Santarém desde finais do século XIX, dedicada aos mais desfavorecidos, sobretudo no âmbito educacional e de apostolado, o seu legado mantém-se vivo através da Congregação que fundou e que ainda hoje desempenha papel ativo em inúmeras comunidades em Portugal e no Mundo.

Da atividade por si desenvolvida e continuada pela Congregação, foi reunido um conjunto patrimonial que merece investigação aprofundada, bem como outro que direta ou indiretamente se encontra associado às suas causas, numa linha cronológica que se estende do século XVI ao presente, onde se destaca um belíssimo relicário de Santa Teresa de Ávila pertencente às coleções do Museu Nacional de Arte Antiga, bem como um conjunto notável de pintura e escultura hoje património da Congregação.

No âmbito desta exposição são organizadas visitas orientadas nos dias 09 fevereiro, 09 de março e 07 de abril, às 15h00 (outras datas através de marcação prévia). Após a visita à exposição no Museu Diocesano de Santarém, o grupo tem oportunidade de seguir até à Casa Madre Andaluz para uma visita à Exposição itinerante “DESCOBRIR LUIZA”.

Inscrições limitadas (25 participantes), através de: telefone 234 304 065 | e-mail | presencialmente na receção do Museu.

(Preço) 2€

Horários: segunda a sexta-feira das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00 (encerra 3ª feira), | sábados e feriados civis das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00 | domingos e Dias Santos das 14h00 às 18h00

Até dia 30 de março, visite a Exposição «Coleção de arte contemporânea ‘Manuela de Azevedo’», na Biblioteca Municipal Anselmo Braamcamp Freire, de segunda a sexta-feira das 09h30 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.

Na Casa-Museu Anselmo Braamcamp Freire encontra-se em exposição parte do espólio artístico da jornalista Manuela Ferreira de Azevedo, doado à Câmara Municipal de Santarém no final da década de 80, espólio esse que contempla reconhecidos artistas nacionais e internacionais.

De 02 de janeiro a 30 de março está em destaque trimestral uma obra da autoria de Júlio Pomar: “Burlesco”, Serigrafia a preto e branco s/ papel, datada de 1984.

Até dia 5 de abril, integrado nas Comemorações dos 175 anos da Escola Secundária de Sá da Bandeira – Ciclo das Ciências, há exposições e jogos didáticos: até dia 31 de janeiro - Exposição “António Gedeão / Rómulo de Carvalho”

Esta mostra inclui livros, fotos e outros objetos que fazem parte do acervo da Escola Sá da Bandeira e que estão associados a Rómulo de Carvalho, enquanto professor de Física. Este também foi poeta, sob o pseudónimo de António Gedeão.

Local: Átrio norte, 1º andar, lado ímpar, Escola Secundária Sá da Bandeira

Até dia 5 de abril, visite a Exposição “Meio Aquático: que futuro?”, no Museu de Biologia, 1º andar, na Escola Secundária Sá da Bandeira.

Nesta exposição são salientadas espécies existentes no museu da Escola, relacionando-se o habitat, os problemas de poluição e a sustentabilidade.

Até dia 24 de dezembro, visite a Exposição “Urbanidade, 150 anos de Elevação de Santarém a Cidade (1868-2018)”, inaugurada no dia 19 de março Dia de São José – Feriado Municipal, no Jardim Portas do Sol, e que pretende mostrar a evolução de Santarém ao longo do último século e meio, desde que a antiga vila ascendeu à categoria de Cidade. Esta exposição é composta por várias estruturas distribuídas por seis lugares icónicos da Cidade: Rua Serpa Pinto, Praça Visconde Serra do Pilar, Praça Marquês Sá da Bandeira, e no Jardim Portas do Sol, Jardim da República e Jardim da Liberdade.

A primeira parte da exposição no Jardim Portas do Sol é composta por várias estruturas onde foram aplicadas telas com imagens e textos alusivos ao passado da urbe, distribuídas por seis espaços públicos e icónicos da cidade. Ao longo da Rua Serpa Pinto estão penduradas várias telas com imagens que acompanham a evolução da cidade, e também estão instalados diversos módulos na Praça Visconde Serra do Pilar, Praça Marquês Sá da Bandeira, e nos jardins Portas do Sol, da República e da Liberdade.

A exposição pretende mostrar através de imagens de grande formato, “a alteração histórico-urbanística destes lugares da antiga vila e a sua transformação no tempo, retratando, quer as diferentes funções e atividades que aí ocorreram, quer os equipamentos que aí se instalam e que marcam a imagem da cidade romântica e modernista”, explicam os responsáveis pela mostra.

A mostra compreende duas exposições distintas, mas “ambas são subordinadas às comemorações dos 150 anos da cidade, e resultaram do trabalho de investigação de Carlos Amado e Luís Mata. Esta exposição é um testemunho de como foi a evolução de Santarém ao longo do último século e meio, desde que a antiga vila ascendeu à categoria de cidade, no dia 24 de dezembro de 1868.

A exposição está distribuída por seis espaços que na sua maioria se localizam dentro da área identificada como Centro Histórico.

No Jardim Portas do Sol pretende-se acentuar o eixo constituído pela Porta do Sol, ex-libris do lugar. Os conteúdos abordarão a evolução da antiga alcáçova militar, quer na sua componente histórico-urbanística, quer paisagística, acompanhando ainda a transformação do espaço no mais emblemático jardim da cidade.

Na Praça Visconde Serra do Pilar, também ainda conhecida como Praça Velha, está instalada uma estrutura em redor do fontanário. A ideia é acentuar a centralidade do local, enquanto os conteúdos expostos mostram a evolução da praça, quer do ponto de vista dos edifícios construídos, quer no papel económico e social que desempenhou como lugar de comércio ao longo dos séculos.

Na Rua Serpa Pinto, a intervenção é composta por seis lonas com fotos de grande formato, suspensas e fixadas em varandas. Os conteúdos consistirão em imagens, selecionadas em função da sua importância e de momentos significativos do século e meio que a exposição retrata.

Na entrada da central Praça Marquês de Sá da Bandeira, mais conhecida como Largo do Seminário, está montada uma outra estrutura cujos conteúdos abordarão as diferentes imagens urbanas e as funções desta importante praça, nomeadamente antes e após a colocação da estátua de homenagem ao Marquês Sá da Bandeira.

No Jardim da República estão seis estruturas retangulares, instaladas junto dos pilaretes metálicos do velho coreto, que será assim transformado em espaço expositivo. Será mostrada a história do jardim, explicando quer a sua função e a sua imagem, quer as infraestruturas básicas, como a iluminação, o abastecimento de água ou os esgotos.

Por último, no Jardim da Liberdade, a mostra divide-se por oito estruturas verticais, distribuídas ao longo do corredor central do jardim, e enquadradas na decoração das lajes do pavimento. Aqui, estão expostas imagens que testemunham a alteração do antigo campo fora de vila e a sua transformação no campo chamado Sá da Bandeira. Serão retratadas as diferentes funções e atividades que aí ocorreram, como cortejos e paradas, feiras francas e de gado, corridas de cavalos ou as concorridas largadas de touros, bem como os equipamentos que se instalaram no local e marcaram a imagem da cidade romântica, como o hotel Boa Vista, o Presídio Militar, a praça de touros, a estação dos CTT, a sede da Caixa Geral de Depósitos, o tribunal ou a antiga camionagem.

A segunda parte desta mostra, que vai estar patente na Casa do Brasil/Casa Pedro Álvares Cabral, na Rua Vila de Belmonte, junto à Igreja da Graça, Monumento Nacional onde repousam os restos mortais do descobridor do Brasil, é inaugurada dia 18 de maio, data em que se assinalou o Dia da Cidade até aos anos de 1940. Vai igualmente passar em revista várias décadas da história de Santarém, através de antigas fotografias ou objetos relacionados com a história local.

Esta exposição pretende mostrar através de imagens, “a alteração histórico-urbanística destes lugares da antiga vila e a sua transformação no tempo, retratando, quer as diferentes funções e atividades que aí ocorreram, quer os equipamentos que aí se instalam e que marcam a imagem da cidade romântica”.

Em permanência:

Visite o Núcleo Museológico do Tempo - Torre das Cabaças, de quarta-feira a domingo, das 09h30 às 12h30 e das 14h00 às 17h30, sob marcação através do telefone: 243 377 290 ou 912 578 970.

“Painel de azulejos que representa um mostruário de relógio com numeração romana e decoração figurativa dos ventos (éolos ou querubins azuis), nos quatro cantos da composição. É emoldurado por cercadura com decoração geometrizante e simétrica a azul, amarelo, verde e manganês e meios óvulos. O espaço interior é preenchido com uma representação do sol com seus raios em branco e amarelo sobre fundo azul, dividindo o círculo em vinte e quatro partes iguais”.

Visite o Centro de Interpretação Urbi Scallabis – USCI, no Jardim Portas do Sol, de quarta-feira a domingo, das 09h30 às 12h15 e das 14h00 às 17h15. Contato: tel.- 243 357 288.

Instalado no Jardim Portas do Sol, o Centro de Interpretação Urbi Scallabis concilia, de forma harmoniosa, a dimensão turística e a vertente científica, fruto de um aprofundado trabalho de estudo e investigação.

A área expositiva oferece uma fácil abordagem no domínio inovador da interatividade, que lhe permite, à distância de um toque digital, identificar e localizar o valor do património arquitetónico, a riqueza da tumulária, a abundância da heráldica e a qualidade da azulejaria que a cidade ostenta e que, muitas vezes, os escalabitanos e os turistas desconhecem.

Contactos

  • Município

  • Freguesias

  • Empresas Municipais

  • Segurança

  • Saúde e Serviços Sociais

  • Serv. Judiciais

  • Serv. Públicos

  • Serviço de Higiene e Limpeza

     800 207 776

  • Serviços de Cemitérios

     243 352 034
     

  • Casa Pedro Álvares Cabral/Casa do Brasil

    243 304 652

  • Posto de Turismo

     243 304 437
     

  • Biblioteca Municipal Braamcamp Freire

    243 330 240 
     

  • Divisão de Ação Social e Saúde

     243 304 400

  • BLV- Banco Local de Voluntariado

     243 304 400
     

  • Serviço de Atendimento a Familiares e a Doentes de Alzheimer

    243 304 400

  • Câmara Municipal de Santarém

    243 304 200

  • Programa Rede Social – CLASS

     243 304 424
     

  • Gabinete de Psicologia da Criança e do Adolescente

     243 304 400
     

  • Gabinete de Apoio ao Imigrante e Minorias Étnicas

     243 304 400

  • Secção de Receitas

     243 304 217
     

  • Tesouraria

     243 304 214
     

  • Divisão de Espaços Públicos e Ambiente

    243 304 250

  • Divisão de Planeamento e Urbanismo

    243 304 627 243 304 613

  • Divisão de Educação e Juventude

    243 304 400

  • Ambiente e Sustentabilidade - Equipa Multidisciplinar de Ação para a Sustentabilidade

    243 304 400

  • Serviço de Atendimento da Divisão de Ação Social e Saúde

    243 304 400

  • Divisão de Obras e Projetos

    243 304 241 243 304 297

  • Divisão de Recursos Humanos e Administração

    243 304 200

  • NIAC - Núcleo de Informação Autárquica ao Consumidor

    . 243 304 408 
     

  • Serviço de Sanidade e Higiene Pública Veterinária

     243 304 230
     

  • Relações Públicas e Comunicação

    243 304 400

  • Assembleia Municipal de Santarém

    243 304 223
     

  • Gabinete Técnico Florestal

    243 333 122

    Seg, Qua e Sex: 09h30 às 12h30

  • Departamento Técnico e Gestão Territorial

    243 304 628

  • Sala de Leitura Bernardo Santareno

     243 304 649
     

  • Departamento de Administração e Finanças

    243 304 200

  • Bombeiros Municipais de Santarém

    243 333 122 / 243 333 091

  • Centro Local de Apoio à Integração de Imigrantes

     243 304 400/243 304 409

  • RLIS – Rede Local de Intervenção Social

     914 516 813

     

  • Casa do Ambiente

    243 321 183

  • Loja do Cidadão

    707 241 107

  • Teatro Sá da Bandeira

    243 309 460

     

  • Centro de Investigação Prof. Doutor Joaquim Veríssimo Serrão

    243 304 662

     

  • União de Freguesias da cidade de Santarém

    243 321 531

  • Junta de Freguesia de Gançaria

    243 405 164

  • União das freguesias de Casével e Vaqueiros

    243 441 253

  • União das Freguesias de Azoia Cima e Tremês

    243 479 923

  • Junta de Freguesia de Moçarria

    243 499 592

     

  • Junta de Freguesia de Póvoa da Isenta

    243 769 350

  • União das Freguesias de São Vicente do Paúl e Vale de Figueira

    243 441 857

  • Junta de Freguesia de Arneiro das Milhariças

    243 449 807

  • Junta de Freguesia de Vale de Santarém

    243 769 614

  • União das Freguesias da Romeira e Várzea

    243 469 758

  • Junta de Freguesia de Pernes

    243 440 570 

     

  • Junta de Freguesia de Amiais de Baixo

    249 870 787

  • União Freguesias de Achete, Azoia Baixo e Póvoa Santarém

    243 469 555

  • Junta de Freguesia de Abrã

    243 400 548

     

  • Junta de Freguesia de Alcanede

    243 400 313

  • Junta de Freguesia de Abitureiras

    243 469 599

  • Junta de Freguesia de Alcanhões

    243 429 794

  • Junta de Freguesia de Almoster

    243 491 404

  • Pavilhão e Nave Desportiva Municipal

     243 300 908

  • A.S. - Empresa das Águas de Santarém - EM, S.A.

    243 30 50 50

  • Piscinas do Sacapeito

     243 300 905

  • Complexo Aquático Municipal

     243 300 900
     

  • Viver Santarém

    243 300 900

     

  • Proteção Civil Municipal

    243 333 122/ 243 333 091

  • Bombeiros Municipais de Santarém

     243 333 122 / 243 333 091 

  • Polícia de Segurança Pública

    243 322 022

  • Guarda Nacional Republicana Brigada 2 - Grupo Territorial de Santarém

    243 300 070

     

  • Bombeiros Voluntários De Santarém

    243377900

     

  • Serviço Municipal de Proteção Civil

    800 222 122

  • Hospital Distrital de Santarém

     243 300 200 

  • Centro Regional de Segurança Social

    243 330 400

  • Administração Regional de Saúde

    243 300 700

  • Unidade de Saúde Familiar do Planalto (Centro de Saúde de Santarém)

    243 303 231/32/33 

  • Unidade de Saúde familiar de S. Domingos (C.S. Santarém)

    243 330 600/601

  • Santa Casa da Misericórdia de Santarém

    243 305 260

  • Cruz Vermelha Portuguesa

     243 323 374
     

  • APAV – Associação Portuguesa de Apoio à Vítima

    243 356 505

     

  • GAV - Gabinete de Apoio à Vítima de Santarém

    243 356 505

  • Procuradoria da Instância Local Criminal de Santarém

    243 305 150

  • Procuradoria da Instância Central de Instrução Criminal de Santarém

    243 305 150

  • Procuradoria da Instância Central Criminal de Santarém

    243 305 150

  • DIAP

    243 305 150

  • Procuradoria da Instância Central do Trabalho de Santarém

    243 305 150

  • Procuradoria da Instância Central Cível de Santarém

    243 305 150

  • Procuradoria do Tribunal da Concorrência, Regulação e Supervisão

    243 305 150

  • Procuradoria da Instância Central de Comércio de Santarém

    243 305 150

  • Procuradoria da Instância Central de Família e Menores de Santarém

    243 305 150

  • CTT – Estação

    243 309 730

  • Portugal Telecom, Comunicações S.A.

    243 500 900

  • EDP - LTE - Eletricidade de Portugal

    808 505 505 (linha comercial)

    800 506 506 (avarias

  • Rodotejo

    243 333 200

  • CP - Caminhos-de-ferro Portugueses

    243 333 180

    www.cp.pt

  • Museu Diocesano de Santarém

    243 304 065

  • Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas – CNEMA

    243 300 300

     

×
Este Portal utiliza "Cookies" que permitem melhorar a experiência do utilizador. Ao continuar a navegar, concorda com a sua utilização.
Consulte os Termos e Condições de Utilização do Portal, e a Política de "Cookies".
×

Esta é a Madrugada que eu esperava