Ir para o conteúdo
  MENU

Município de Santarém

Página principal

Aproveite o que Santarém tem para lhe oferecer este fim de semana

quinta-feira:

Esta quinta-feira, dia 24 de janeiro, às 18h30, assista à apresentação do livro “A Inglesa e o Marialva”, de Clara Macedo Cabral, na Sala de Leitura Bernardo Santareno.

Esta é a história verídica de uma inglesa apaixonada por cavalos que chegou a Portugal nos anos sessenta com o sonho de aprender a tourear. Determinada, aventureira e apoiada por famílias portuguesas importantes, Ginnie Dennistoun - que escolheria o nome artístico Virginia Montsol - não só venceu todas as barreiras como se tornou uma pequena celebridade no mundo fechado, elitista e masculino dos toiros, arrebatando o público com a sua elegância e beleza.

Na Chamusca do Ribatejo, onde passou a residir, Ginnie viveu em segredo um grande romance com o toureiro que fora seu mestre. Mas como se sentiria esta rapariga de vinte e poucos anos, alternando entre a Inglaterra dos Swinging Sixties, da emancipação da mulher, dos Beatles, da construção de uma sociedade mais igualitária, e o Portugal salazarista, pobre e marialva, onde as mulheres deviam ser obedientes e discretas e a sua relação com um homem mais velho era um escândalo?

Às 21h30, o Veto Teatro Oficina apresenta a peça de Teatro “Branco Vermelho e Preto”, 35 Anos Depois, no Teatro Taborda.

Vivemos um período em que a única certeza e a incerteza e o inesperado. O esquecimento vence a memória. Procuramos sem ter a certeza de encontrarmos.

Criamos imagens ao longo do espetáculo e as personagens mostram tanto a sua nudez interior, sós, como se agrupam defendendo-se de guerras mudas que podem mudar a nossa vida num instante. A felicidade (e a sua procura) é a palavra-chave. Todos a procuram, nem todos a encontram.

...além da fruteira sempre cheia de morangos, disse-te tão poucas vezes que te amava!...

Conceção e Encenação: Fernanda Narciso | Coordenação Técnica e Desenho de Luz: Francisco Cercas | Iluminação: Andreia Fonseca | Som: Nuno Domingos | Apoio técnico: José Carlos Jordão | Elenco: Ana Almeida, Anabela Passos Ramos, Ana Pombo, António Júlio Santos, Angelina Madeira, Benedita Pereira Gonçalves, Bruno Fernandes, Eliseu Raimundo, Florbela Afoito, Fernanda Narciso, Francisco Selqueira, Mena Caetano, Mário Marcos, Margarida Ferreira, Nuno Amaral, Paulo Domingos, Rafael Raimundo, São Marecos.

Informações e inscrições do Círculo Cultural Scalabitano: | Tlf. 243321150 (14h00-20h00)

sexta-feira:

Esta sexta-feira, dia 25 de janeiro, às 18h00, assista à Palestra “O Informador Transparente”, por Aurélio Lopes- antropólogo e investigador, na Sala de Leitura Bernardo Santareno, numa organização da Clínica Acupuntura Dr. Faustino Santos, com o apoio do Município de Santarém.

Porque razão os informantes tendem a privilegiar certas temáticas em detrimento de outras? Porque resistem a abordar certos assuntos? Porque se negam, de todo, nalguns temas? Que querem dizer certas hesitações ou, pelo contrário, entusiásticas predisposições face a certas matérias?

Afinal, lidamos com seres humanos! Até certo ponto imprevisíveis, dotados de vontade, emotivos, com interesses próprios e mais ou menos conscientes das suas forças e fraquezas.

A interação social de um processo de pesquisa é, assim, realizada entre dois ou mais indivíduos dotados de vontade, sapientes e que têm objetivos a alcançar, nem sempre coincidentes.

Às 21h30, o Veto Teatro Oficina apresenta a peça de Teatro “Branco Vermelho e Preto”, 35 Anos Depois, no Teatro Taborda.

Vivemos um período em que a única certeza e a incerteza e o inesperado. O esquecimento vence a memória. Procuramos sem ter a certeza de encontrarmos.

Criamos imagens ao longo do espetáculo e as personagens mostram tanto a sua nudez interior, sós, como se agrupam defendendo-se de guerras mudas que podem mudar a nossa vida num instante. A felicidade (e a sua procura) é a palavra-chave. Todos a procuram, nem todos a encontram.

...além da fruteira sempre cheia de morangos, disse-te tão poucas vezes que te amava!...

Conceção e Encenação: Fernanda Narciso | Coordenação Técnica e Desenho de Luz: Francisco Cercas | Iluminação: Andreia Fonseca | Som: Nuno Domingos | Apoio técnico: José Carlos Jordão | Elenco: Ana Almeida, Anabela Passos Ramos, Ana Pombo, António Júlio Santos, Angelina Madeira, Benedita Pereira Gonçalves, Bruno Fernandes, Eliseu Raimundo, Florbela Afoito, Fernanda Narciso, Francisco Selqueira, Mena Caetano, Mário Marcos, Margarida Ferreira, Nuno Amaral, Paulo Domingos, Rafael Raimundo, São Marecos.

Informações e inscrições do Círculo Cultural Scalabitano: | Tlf. 243321150 (14h00-20h00)

sábado:

Este sábado, dia 26 de janeiro, às 17 horas, venha assistir ao CATABRISA com a sua família, no Palácio Landal, pela Cia Instável.

Aproveite a oportunidade de assistir à história de um menino que vive a maior das aventuras de sempre: a aventura de quem nasce e cresce com o corpo e a mente aos rodopios. Um espetáculo entre a dança, o circo e o teatro, um espaço de ideias em forma de sensação, que prende o público desde o início. Um espetáculo para todos/as verem, ouvirem, sentirem e pensarem.

Um menino, em tudo igual a todos os meninos, vive as maiores aventuras de sempre: a aventura da curiosidade, do desejo, da descoberta, do espanto, da invenção, a aventura de quem nasce e cresce com o corpo e a mente aos rodopios. Através da criação de um espaço de ideias em forma de sensação, um lugar de sensações em forma de gesto, um sítio de gestos em forma de som, um mapa de sons em forma de sombra, um mundo de sombras em forma de história para todos. Para todos verem, ouvirem, sentirem e pensarem com a forma de ver, ouvir, sentir e pensar de cada um.

Do livro Catavento (Eterogémeas), nasceu um espetáculo que Joana Providência (uma das grandes encenadoras de espetáculos infantojuvenis) encenou e coreografou, Manuel Cruz (da banda Ornatos Violeta) musicou, Luís Mendonça (Gémeo Luís, um dos grandes ilustradores portugueses) desenhou cenografia e figurino,

Emílio Remelhe escreveu e Filipe Caldeira interpretou.

(Duração) 50’ (Classificação) M/6 (Preço) 2€ criança | 5€ adulto (descontos: famílias gratuito para crianças se acompanhadas por 2 adultos)

A decorrer:

Até dia 31 de janeiro, visite a Mostra Documental “Falam documentos de outras eras”, na Biblioteca Municipal Braamcamp Freire, de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 18h00.

[Elevação da vila de Santarém à categoria de cidade]. Santarém foi agraciada por Sua Majestade D. Luis I (1838-1888), a 24 de dezembro de 1868 e, confirmada em Diario de Lisboa: Folha Official Do Governo Portuguez. Anno de 1868. Numero 298. Quinta feira 31 de dezembro:

(…) Hei por bem fazer mercê á dita villa de Santarém de a /elevar á categoria de cidade, com a denominação de cida-/de de Santarem, e me praz que nesta qualidade goze de/ todas as prerogativas, liberdades e franquias, que direita-/mente lhe pertencerem, devendo expedir-se á camara mu-/nicipal respectiva carta competente em dois exemplares,/um para titulo d’aquella corporação, outro para ser depo-/sitado no real archivo da torre do tombo.

O presidente do conselho de ministros, e o ministro e/ secretario d’estado dos negócios do reino, assim o tenham/entendido e façam executar. Paço, 24 de dezembro de 1868./ = Rei = Marquez de Sá da Bandeira = Antonio, Bispo/ de Viseu.

A Câmara Municipal de Santarém, em ata de 9 de janeiro de 1869, deliberou que se lance/ na Acta um voto de agradecimento ao Exmo. Pre-/sidente do ministério Marquez de Sá da Bandeira,/ pela elevação d’esta Villa a categoria de cidade,/ pois que a Camara reconhece que só a elle se/ deve tão distinta elevação. Outro sim deliberou/ que o largo que até agora se denominava de Fora/ de Villa, d’hoje em diante se denominará com/ todas as suas pertenças, campo de Sá da Bandeira,./(…) Deliberou que se/ pediSe Licença ao Exmo. Sr. Governador Civil/ para esta nova denominação.

Até dia 31 de janeiro, visite a Mostra Bibliográfica “1868 Elevação de Santarém a Cidade: 150º Aniversario”, na Biblioteca Municipal Braamcamp Freire, de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 18h00

Santarém, capital de distrito e sede do município com uma área de 552,54Km2, comemora a 24 de dezembro de 2018, o seu 150º aniversário na categoria de elevação a cidade, um processo que teve como contributo e papel decisivo a figura do ilustre Marquês de Sá da Bandeira, personalidade natural de Santarém.

A Biblioteca Municipal de Santarém como espaço de conhecimento e unidade de informação, comemora a elevação de Santarém a cidade com uma Mostra Bibliográfica, através da qual pretendemos divulgar o acervo documental existente nos reservados desta Biblioteca com obras que foram editadas no ano de 1868, uma data considerada como um marco importante para Santarém e que implicou uma viragem e modernização do território ao adquirir o estatuto de Cidade.

Até dia 31 de janeiro, visite a Mostra Bibliográfica “Vamos ler… Simone de Beauvoir (1908-1986) – Aniversário natalício”, na Sala de Leitura Bernardo Santareno, de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 18h00 e ao sábado, das 09h30 às 12h30.

Simone de Beauvoir foi, além de escritora, uma ativista política e feminista.

As suas obras são reveladoras da sua vida e do seu tempo. Nelas se denotam críticas à sociedade da época e ao papel das mulheres na sociedade. Só na década de 70, data posterior ao ressurgimento do movimento feminista intitulado “Movimento de Libertação das Mulheres” que a filósofa, como também foi reconhecida, se tornou uma figura ativista no designado movimento de libertação das mulheres francesas.

Até dia 19 de março, visite a Exposição “Sá da Bandeira – Filho da Vila. Pai da Cidade”, na Casa do Brasil. A Exposição pode ser visitada de terça-feira a sábado, das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.

No ano em que se comemoram 150 anos da elevação de Santarém a cidade, a Casa do Brasil apresenta a exposição sobre a figura de Bernardo de Sá Nogueira de Figueiredo (1795-1876), 1.º Marquês de Sá da Bandeira, um dos responsáveis pelo novo estatuto jurídico da urbe.

A iniciativa, que conta com a colaboração da Academia Militar, além do apoio da família de Sá da Bandeira, pretende abordar a figura do Marquês, sob o ponto de vista do homem, do militar e do estadista, mas também do antiesclavagista, um dos aspetos porventura menos conhecidos deste multifacetado Scalabitano.

A exposição apresenta objetos pessoais, bibliografia diversa, artes plásticas (pintura, escultura e gravura), fotografia e numismática. Conta também com uma vertente multimédia, com a exibição de apresentações e filmes ligados ao contexto histórico e à vida e obra de Sá da Bandeira.

Até dia 30 de março, visite a Exposição «Coleção de arte contemporânea ‘Manuela de Azevedo’», na Biblioteca Municipal Anselmo Braamcamp Freire, de segunda a sexta-feira das 09h30 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.

Na Casa-Museu Anselmo Braamcamp Freire encontra-se em exposição parte do espólio artístico da jornalista Manuela Ferreira de Azevedo, doado à Câmara Municipal de Santarém no final da década de 80, espólio esse que contempla reconhecidos artistas nacionais e internacionais.

De 02 de janeiro a 30 de março está em destaque trimestral uma obra da autoria de Júlio Pomar: “Burlesco”, Serigrafia a preto e branco s/ papel, datada de 1984.

Até dia 5 de abril, integrado nas Comemorações dos 175 anos da Escola Secundária de Sá da Bandeira – Ciclo das Ciências, há exposições e jogos didáticos: até dia 31 de janeiro - Exposição “António Gedeão / Rómulo de Carvalho”

Esta mostra inclui livros, fotos e outros objetos que fazem parte do acervo da Escola Sá da Bandeira e que estão associados a Rómulo de Carvalho, enquanto professor de Física. Este também foi poeta, sob o pseudónimo de António Gedeão.

Local: Átrio norte, 1º andar, lado ímpar, Escola Secundária Sá da Bandeira

Até dia 5 de abril, visite a Exposição “Meio Aquático: que futuro?”, no Museu de Biologia, 1º andar, na Escola Secundária Sá da Bandeira.

Nesta exposição são salientadas espécies existentes no museu da Escola, relacionando-se o habitat, os problemas de poluição e a sustentabilidade.

Em permanência:

Visite o Núcleo Museológico do Tempo - Torre das Cabaças, de quarta-feira a domingo, das 09h30 às 12h30 e das 14h00 às 17h30, sob marcação através do telefone: 243 377 290 ou 912 578 970.

“Painel de azulejos que representa um mostruário de relógio com numeração romana e decoração figurativa dos ventos (éolos ou querubins azuis), nos quatro cantos da composição. É emoldurado por cercadura com decoração geometrizante e simétrica a azul, amarelo, verde e manganês e meios óvulos. O espaço interior é preenchido com uma representação do sol com seus raios em branco e amarelo sobre fundo azul, dividindo o círculo em vinte e quatro partes iguais”.

Visite o Centro de Interpretação Urbi Scallabis – USCI, no Jardim Portas do Sol, de quarta-feira a domingo, das 09h30 às 12h15 e das 14h00 às 17h15. Contato: tel.- 243 357 288.

Instalado no Jardim Portas do Sol, o Centro de Interpretação Urbi Scallabis concilia, de forma harmoniosa, a dimensão turística e a vertente científica, fruto de um aprofundado trabalho de estudo e investigação.

A área expositiva oferece uma fácil abordagem no domínio inovador da interatividade, que lhe permite, à distância de um toque digital, identificar e localizar o valor do património arquitetónico, a riqueza da tumulária, a abundância da heráldica e a qualidade da azulejaria que a cidade ostenta e que, muitas vezes, os escalabitanos e os turistas desconhecem.

Contactos

  • Município

  • Freguesias

  • Empresas Municipais

  • Segurança

  • Saúde e Serviços Sociais

  • Serv. Judiciais

  • Serv. Públicos

  • Serviço de Higiene e Limpeza

     800 207 776

  • Serviços de Cemitérios

     243 352 034
     

  • Casa Pedro Álvares Cabral/Casa do Brasil

    243 304 652

  • Posto de Turismo

     243 304 437
     

  • Biblioteca Municipal Braamcamp Freire

    243 330 240 
     

  • Divisão de Ação Social e Saúde

     243 304 400

  • BLV- Banco Local de Voluntariado

     243 304 400
     

  • Serviço de Atendimento a Familiares e a Doentes de Alzheimer

    243 304 400

  • Câmara Municipal de Santarém

    243 304 200

  • Programa Rede Social – CLASS

     243 304 424
     

  • Gabinete de Psicologia da Criança e do Adolescente

     243 304 400
     

  • Gabinete de Apoio ao Imigrante e Minorias Étnicas

     243 304 400

  • Secção de Receitas

     243 304 217
     

  • Tesouraria

     243 304 214
     

  • Divisão de Espaços Públicos e Ambiente

    243 304 250

  • Divisão de Planeamento e Urbanismo

    243 304 627 243 304 613

  • Divisão de Educação e Juventude

    243 304 400

  • Ambiente e Sustentabilidade - Equipa Multidisciplinar de Ação para a Sustentabilidade

    243 304 400

  • Serviço de Atendimento da Divisão de Ação Social e Saúde

    243 304 400

  • Divisão de Obras e Projetos

    243 304 241 243 304 297

  • Divisão de Recursos Humanos e Administração

    243 304 200

  • NIAC - Núcleo de Informação Autárquica ao Consumidor

    . 243 304 408 
     

  • Serviço de Sanidade e Higiene Pública Veterinária

     243 304 230
     

  • Relações Públicas e Comunicação

    243 304 400

  • Assembleia Municipal de Santarém

    243 304 223
     

  • Gabinete Técnico Florestal

    243 333 122

    Seg, Qua e Sex: 09h30 às 12h30

  • Departamento Técnico e Gestão Territorial

    243 304 628

  • Sala de Leitura Bernardo Santareno

     243 304 649
     

  • Departamento de Administração e Finanças

    243 304 200

  • Bombeiros Municipais de Santarém

    243 333 122 / 243 333 091

  • Centro Local de Apoio à Integração de Imigrantes

     243 304 400/243 304 409

  • RLIS – Rede Local de Intervenção Social

     914 516 813

     

  • Casa do Ambiente

    243 321 183

  • Loja do Cidadão

    707 241 107

  • Teatro Sá da Bandeira

    243 309 460

     

  • Centro de Investigação Prof. Doutor Joaquim Veríssimo Serrão

    243 304 662

     

  • União de Freguesias da cidade de Santarém

    243 321 531

  • Junta de Freguesia de Gançaria

    243 405 164

  • União das freguesias de Casével e Vaqueiros

    243 441 253

  • União das Freguesias de Azoia Cima e Tremês

    243 479 923

  • Junta de Freguesia de Moçarria

    243 499 592

     

  • Junta de Freguesia de Póvoa da Isenta

    243 769 350

  • União das Freguesias de São Vicente do Paúl e Vale de Figueira

    243 441 857

  • Junta de Freguesia de Arneiro das Milhariças

    243 449 807

  • Junta de Freguesia de Vale de Santarém

    243 769 614

  • União das Freguesias da Romeira e Várzea

    243 469 758

  • Junta de Freguesia de Pernes

    243 440 570 

     

  • Junta de Freguesia de Amiais de Baixo

    249 870 787

  • União Freguesias de Achete, Azoia Baixo e Póvoa Santarém

    243 469 555

  • Junta de Freguesia de Abrã

    243 400 548

     

  • Junta de Freguesia de Alcanede

    243 400 313

  • Junta de Freguesia de Abitureiras

    243 469 599

  • Junta de Freguesia de Alcanhões

    243 429 794

  • Junta de Freguesia de Almoster

    243 491 404

  • Pavilhão e Nave Desportiva Municipal

     243 300 908

  • A.S. - Empresa das Águas de Santarém - EM, S.A.

    243 30 50 50

  • Piscinas do Sacapeito

     243 300 905

  • Complexo Aquático Municipal

     243 300 900
     

  • Viver Santarém

    243 300 900

     

  • Proteção Civil Municipal

    243 333 122/ 243 333 091

  • Bombeiros Municipais de Santarém

     243 333 122 / 243 333 091 

  • Polícia de Segurança Pública

    243 322 022

  • Guarda Nacional Republicana Brigada 2 - Grupo Territorial de Santarém

    243 300 070

     

  • Bombeiros Voluntários De Santarém

    243377900

     

  • Serviço Municipal de Proteção Civil

    800 222 122

  • Hospital Distrital de Santarém

     243 300 200 

  • Centro Regional de Segurança Social

    243 330 400

  • Administração Regional de Saúde

    243 300 700

  • Unidade de Saúde Familiar do Planalto (Centro de Saúde de Santarém)

    243 303 231/32/33 

  • Unidade de Saúde familiar de S. Domingos (C.S. Santarém)

    243 330 600/601

  • Santa Casa da Misericórdia de Santarém

    243 305 260

  • Cruz Vermelha Portuguesa

     243 323 374
     

  • APAV – Associação Portuguesa de Apoio à Vítima

    243 356 505

     

  • GAV - Gabinete de Apoio à Vítima de Santarém

    243 356 505

  • Procuradoria da Instância Local Criminal de Santarém

    243 305 150

  • Procuradoria da Instância Central de Instrução Criminal de Santarém

    243 305 150

  • Procuradoria da Instância Central Criminal de Santarém

    243 305 150

  • DIAP

    243 305 150

  • Procuradoria da Instância Central do Trabalho de Santarém

    243 305 150

  • Procuradoria da Instância Central Cível de Santarém

    243 305 150

  • Procuradoria do Tribunal da Concorrência, Regulação e Supervisão

    243 305 150

  • Procuradoria da Instância Central de Comércio de Santarém

    243 305 150

  • Procuradoria da Instância Central de Família e Menores de Santarém

    243 305 150

  • CTT – Estação

    243 309 730

  • Portugal Telecom, Comunicações S.A.

    243 500 900

  • EDP - LTE - Eletricidade de Portugal

    808 505 505 (linha comercial)

    800 506 506 (avarias

  • Rodotejo

    243 333 200

  • CP - Caminhos-de-ferro Portugueses

    243 333 180

    www.cp.pt

  • Museu Diocesano de Santarém

    243 304 065

  • Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas – CNEMA

    243 300 300