Ir para o conteúdo
  MENU

Município de Santarém

Página principal

Aproveite o que Santarém tem para lhe oferecer este fim de semana

sexta-feira:

Esta sexta-feira, dia 17 de maio, às 18h30, o Teatro Sá da Bandeira acolhe o II Festival de Curtas-Metragens, integrado no Projeto Educ’arte, resultado do trabalho desenvolvido no âmbito das Actividades de Enriquecimento Curricular - AEC) do Agrupamento de Escolas D. Afonso Henriques, de Alcanede.

O objetivo deste projeto culminou na produção de uma curta-metragem, desde o seu esboço até ao produto final, envolvendo várias artes performativas: teatro, música, cinema, entre outras, envolvendo todas as escolas do 1.º ciclo do agrupamento.

Às 21h30, o Teatro Sá da Bandeira acolhe a EXTENSÃO DO FESTIVAL INDIELISBOA, com a sessão IndieMusic (curta + longa): WESTERN SPAGHETTI (Curta-metragem) – 4’- um filme de Isabel Aboim Inglez e UM PUNK CHAMADO RIBAS (Longa-metragem) – 107 - um filme de Paulo Miguel Antunes.

Bilhetes: 5 público em geral e 2,50 Sócios do Cineclube de Santarém; 2 IndieJunior

Passe Geral: disponível de 1 a 16 de maio - 16 passe geral p/todas as sessões e 10 passe geral p/estudantes: 8 passe geral p/sócios

Mais informações:

WESTERN SPAGHETTI

(Curta-metragem)

Um filme de Isabel Aboim Inglez

Portugal, Videoclip, 2019, 4

A animação colorida de Isabel Aboim Inglez tem uma origem, quadro a quadro, ou frame a frame, se preferirem, na complexa montagem do cinema das cenas breves. As tardes infantis (antes da electrónica e dos telemóveis) eram assim. Uma colina de revistas ‘Condor’, um batalhão de cowboys, do lado de lá, outro, de índios ávidos de setas e de sangue. Um gira-discos portátil a tocar Ennio Morricone. Ou melhor ‘Western Spaghetti’ (‘Murdering the Classics’).

UM PUNK CHAMADO RIBAS

(Longa-metragem)

Um filme de Paulo Miguel Antunes

Portugal, Documentário, 2019, 107

João Ribas é sinónimo de punk e, em Portugal, punk é sinónimo de João Ribas. Nome incontornável da música nacional e um dos principais impulsionadores do punk no nosso país. Esteve na origem de várias bandas importantes, como os Ku de Judas, os Censurados e os Tara Perdida. Influenciou várias gerações de jovens músicos mas sempre rejeitou a ideia de ser um ícone da música. “Um Punk Chamado Ribas”, de Paulo Antunes, conta com a participação de colegas, amigos, familiares e radialistas, fazendo um retrato do músico e prestando-lhe a devida homenagem.

A sessão conta com a presença do realizador.

Às 21h00, a Câmara de Santarém convida a população para uma Visita Guiada à Reserva Museológica Municipal, com duração de cerca de 60 minutos), integrada nas comemorações do Dia Internacional dos Museus que se comemora a 18 de maio. A concentração tem lugar às 20h45, no edifício do Arquivo Distrital, na Rua Passos Manuel (junto à Torre das Cabaças).

Aproveite a oportunidade para visitar a Reserva Museológica Municipal e conhecer o vasto e valioso património municipal, nas várias vertentes do Património: histórica, cultural, estética, social, técnica e científica.

Este ano, o Dia Internacional dos Museus tem como temática “Os Museus como Centros Culturais: o futuro da tradição”. O Dia Internacional dos Museus, cujo tema coincide com a Conferência Geral do Icom Kyoto 2019, dá início ao debate sobre o papel dos museus como centros culturais e o futuro da tradição.

sábado:

Este sábado, dia 18 de maio, às 09h30 tem início no IPS – Instituto Politécnico de Santarém, a Scalabis Color Walk - uma caminhada solidária para apoiar a APPACDM Santarém e a Associação Salvador, com o apoio da Câmara Municipal de Santarém e do Instituto Politécnico de Santarém.

Esta iniciativa é baseada nas famosas "Color Run" e vai decorrer sobre os mesmos princípios. Contudo, não é uma corrida mas sim uma caminhada colorida.

Programa:

09h30 | Concentração no Instituto Politécnico de Santarém (I.P.S.)

10h00 | Aquecimento & Animação

10h30 | Início da Scalabis Color Walk

10h45 | 1º Lançamento “Holi Shower” I.P.S.

11h15 | 2º Lançamento “Holi Shower” W Shopping

11h30 | Abastecimento & Animação Portas do Sol

11h45 | Início 2º Round

12h15 | 3º Lançamento “Holi Shower” Câmara Municipal de Santarém

12h45 | Pictures for All

Preço: 5€ solidários, com a oferta de uma pulseira, uma t-shirt e 3 sacos com o pó colorido para poderem ser utilizados em 3 locais distintos na cidade, identificados para o efeito.

Inscrições: email | 243 309 180 e 965 461 786

O Teatro Sá da Bandeira acolhe a EXTENSÃO DO FESTIVAL INDIELISBOA. Com sessões às 11h00, às 12h00, às 16h00 e às 21h30.

Bilhetes: 5 público em geral e 2,50 Sócios do Cineclube de Santarém; 2 IndieJunior

Passe Geral: disponível de 1 a 16 de maio - 16 passe geral p/todas as sessões e 10 passe geral p/estudantes: 8 passe geral p/sócios

Mais informações:

DONZELA GUERREIRA

Um filme de Marta Pessoa

Portugal, Ficção, 2019, 74

+ sessão competição Internacional (curta + longa)

Emília é uma escritora, a viver em Lisboa no ano de 1959. Ela é a “Donzela Guerreira”, uma mulher ficcional composta a partir dos universos literários de Maria Judite de Carvalho e Irene Lisboa, escritoras da cidade e das personagens que nela habitam. Guiados pela voz e olhar de Emília, entramos num jogo entre as imagens de arquivo da cidade e a pura efabulação. É uma Lisboa de ruas, jardins e casas onde habitam mulheres que olham para si próprias e umas para as outras, que ocupam os lugares que lhes destinam e o silêncio a que as votam. A história de uma mulher que vai à luta.

THE GIRL WITH TWO HEADS

(Curta-metragem)

Um filme de Betzabé Garcia

Reino Unido, Ficção, 2018, 13

Anne está dividida entre dois modos de feminilidade: a da sua tradicional e conservadora família e aquela que explora no ginásio (e nas redes sociais) quando treina luta greco-romana. “The Girl With Two Heads” explora as questões da representação e da autoconsciência do corpo.

LOST HOLIDAY

(Longa-metragem)

Um filme de Michael Kerry Matthews, Thomas Matthews

Estados Unidos, Ficção, 2019, 75

É Natal e todos estão felizes, menos Margaret e Henry. Obrigados a regressar ao subúrbio onde cresceram, reencontram-se com as amizades que deixaram para trás. Todos se tornaram respeitáveis adultos, nas suas elegantes moradias geminadas. O que fazer? Beber! “Lost Holiday” é um hilariante road movie propulsionado a álcool, drogas, raptos, violência e, acima de tudo, pela vontade de permanecer jovem. Os estreantes irmãos Matthews fizeram um satírico filme de detectives trapalhões que demonstra a renovada energia do cinema independente americano.

Das 15h00 às 18h00, a população é convidada a experimentar Kayak Polo, no Complexo Aquático Municipal. Após a receção aos participantes, às 15h00, tem lugar uma demonstração de Kayak Polo com jogadores federados e às 16h30, a população é convidada a experimentar esta modalidade. Para tal, é apenas necessário que os/as participantes usem, obrigatoriamente, equipamento adequado à utilização da piscina.

Esta iniciativa é promovida pelo Centro de Formação de Canoagem do Agrupamento Sá da Bandeira, juntamente com a Federação Portuguesa de Canoagem e o Clube de Canoagem Scalabitano da Ribeira de Santarém, com o apoio da Viver Santarém e da Câmara Municipal de Santarém, convidam a população a experimentar Kayak Polo, no Complexo Aquático Municipal.

Esta demonstração que tem como objetivo, por um lado, divulgar a modalidade, e a médio prazo, dar origem à constituição de uma equipa de Kayak Polo em Santarém, conta com a participação de João Ribeiro, Selecionador Nacional de Kayak Polo, de Maria Adélia Esteves, Diretora do Agrupamento de Escolas Sá da Bandeira, representantes do Clube de Canoagem Scalabitano, e de Inês Barroso, Vice-Presidente e Vereadora do Desporto da Câmara de Santarém.

O Kayak Polo é um jogo desportivo coletivo de contacto que se joga um pouco por todo o mundo há mais de 30 anos. As embarcações utilizadas são kayak curtos e achatados, com extremidades redondas. Em ambas as extremidades, é obrigatório o uso duma esponja protetora contra impactos. É ainda obrigatório o uso de capacete, colete e saiote.

Às 17h30, a Câmara Municipal de Santarém inaugura na Casa do Brasil – Casa Pedro Álvares Cabral, a Exposição "Urbanidade - 150 Anos de Elevação de Santarém a cidade (1868-2018)". O dia 18 de maio é a data em que, até 1940, se assinalou o Dia da Cidade. A Exposição passa em revista várias décadas da história de Santarém, através de antigas fotografias ou objetos, espólio relacionado com a história local.

No ano em que se comemoram os 150 anos da elevação de Santarém a cidade, inaugura-se esta exposição que vai estar patente até dia 24 de dezembro e que pretende mostrar através de imagens, “a alteração histórico-urbanística destes lugares da antiga vila e a sua transformação no tempo, retratando, quer as diferentes funções e atividades que aí ocorreram, quer os equipamentos que aí se instalam e que marcam a imagem da cidade romântica”.

Ao entrar na Casa do Brasil, logo na Receção, estão expostas as principais figuras que assinalam o Decreto da Elevação de Santarém a Cidade: Marquês Sá da Bandeira e o Rei D. Luis. A par destas duas importantes figuras, é feito um enquadramento da Exposição.

No Hall e no Bar, encontram-se aspetos da Defesa e Salvaguarda do património de Santarém: maquetas da Igreja da Trindade, Mosteiro de S. Domingos dos Frades de Santarém, Porta de Manços, entre outro espólio.

Nas arcadas exteriores e no Jardim, o/a visitante é convidado a fazer uma viagem pela arquitetura do período romântico e azulejaria.

Na primeira Sala, no 1º Piso está retratado o período da Monarquia (época de1868 a 1910), nomeadamente, os Transportes, a Ponte, o Hospital, o Sistema de Energia e água.

A 2ª Sala retrata o período da República – de 1910 a 1926, em 1919 – o Pronunciamento de 1919 que comemora este ano 100 anos e espólio da Sociedade Recreativa Operária e Caixeiros de Santarém. Nesta Sala também está exposto o Busto da República.

A 3ª Sala mostra o período do Estado Novo – de 1926 a 1974: estão retratadas as feiras, transportes, quadros com figuras de Salazar e Carmona, projeção de filmes da época e arquitetura. Modernista.

Na 4ª Sala está patente o período de 1974 até aos dias de hoje - Sala da Revolução, com referência à Revolução do 25 de Abril e à figura do Capitão Salgueiro Maia.

O/a visitante pode assistir à projeção de imagens desse período, a par da mostra de atividades culturais e sociais que tinham lugar durante esta época.

No dia da inauguração, atores do Veto Teatro Oficina – Círculo Cultural Scalabitano, do Centro Dramático Bernardo Santareno e alunos do Curso de Artes do Espetáculo da Escola Secundária Dr. Ginestal Machado vão estar nos vários espaços da exposição, a evocar momentos dos diferentes períodos da história retratados nesta exposição.

“Nos últimos 150 anos Santarém procurou acertar o passo com outras cidades médias, no intuito de se afirmar como capital de distrito. Fortemente afetada pelas invasões francesas e pelas lutas liberais, foi-se modernizando ao sabor das novidades comerciais, artísticas, arquitetónicas e culturais do país e do mundo.

Com recurso a objetos, imagens e filmes, a exposição Urbanidade procura explorar as principais conquistas da jovem cidade, nos domínios do abastecimento e do saneamento público, dos transportes e comunicações, da cultura e do desporto, do ordenamento do território e do urbanismo, da educação e da saúde, dos espaços verdes e equipamentos coletivos e da defesa, segurança e proteção civil, buscando recriar ambiências de um passado ainda bem presente na memória dos seus habitantes, lançando as bases para uma reflexão do seu futuro coletivo”.

A Exposição está patente até dia 24 de dezembro e pode ser visitada de terça-feira a sábado, das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.

Às 22h00, o Convento de S. Francisco acolhe o Espetáculo de Ricardo Ribeiro.

Concerto com o trio de fado tradicional, neste caso com os músicos José Manuel Neto na guitarra portuguesa, Carlos Manuel Proença na viola de fado e Daniel Pinto no baixo.

Os ingressos têm o custo de 10, preço único, e estão à venda no Teatro Sá da Bandeira, na Bol – Bilheteira Online (www.bol.pt) e nas Lojas Worten, Fnac e CTT. Mais informações através do e-mail .

Ao longo dos anos tem marcado presença em países como Estados Unidos e Canadá, México, França, Bélgica, Áustria, Inglaterra, Espanha, Marrocos, Jordânia ou Irão. Em 2018 foi convidado pelo Governo Português para, juntamente com o alaudista/compositor Rabih Abou-Khalil levar à FIL de Guadalajara, México, a “Toada de Portalegre”, poema de José Régio, musicado pelo compositor libanês.

O músico desenvolve outros projectos, continuando a sua bem-sucedida parceria com o alaudista Rabi Abou-Khalil ou aceitando o convite do CCB para a Carta Branca em 2017, homenageando Zeca Afonso. Nesse mesmo ano, Ricardo Ribeiro recebe o Prémio Carlos Paredes, atribuído pela Câmara Municipal de Vila Franca de Xira e recebe ainda uma Menção Honrosa no Prémio José Afonso, por parte da Câmara Municipal da Amadora.

No dia 26 de abril lançou o seu sexto trabalho, “Respeitosa Mente”, um disco que sai do fado, utilizando poesia de enorme qualidade, feito com o pianista português João Paulo Esteves da Silva e o percussionista norte-americano Jarrod Cagwin.

Este trabalho tem como base a poesia de vários autores na sua maioria portugueses, que foi vestida pela musicalidade destes três amigos de forma invulgar e onde poderemos usufruir da poderosa e cativante voz de Ricardo Ribeiro.

Com cinco discos de fado editados, a poderosa voz de Ricardo Ribeiro continua a encantar e a arrebatar plateias em espetáculos inesquecíveis, acompanhado pelo trio de excelência José Manuel Neto na guitarra portuguesa, Carlos Manuel Proença na viola de fado e Daniel Pinto no baixo, como será o caso desta noite.

Em 2004 lançou o primeiro álbum, “Ricardo Ribeiro” e participou no “Tributo a Amália Rodrigues”. Em 2005, integrou o espetáculo “Cabelo Branco é Saudade” e recebeu o prémio Revelação Masculina da Fundação Amália Rodrigues. “Hoje é assim, amanhã não sei” editado em 2016 é apresentado pela primeira vez no Coliseu de Lisboa, e desde então, em várias salas nacionais e internacionais. Com este trabalho, Ricardo Ribeiro é nomeado pela segunda vez para Melhor Artista pela revista Songlines.

(Música) (Duração) 60’ (Classificação) M/06 (Preço) 10€

Às 21h30, integrado na Temporada de Primavera do Teatro Taborda do Círculo Cultural Scalabitano, o Veto Teatro Oficina apresenta “Contos de Gin Tónic”.

Em ambiente de tertúlia, com um Gin na mão, o Veto apresenta um recital com obras de Henrique Leiria (apreciador convicto de Gin). O Surrealismo de Leiria transporta-nos para um mundo de contradições, sarcasmos e surpreendentes revelações que muito nos ajuda a pensar “fora da caixa”. A sua ironia coloca em evidência as contradições do nosso mundo em textos de curtos e incisivos.

Elenco: Eliseu Raimundo, Paulo Domingos, António Júlio Santos, Francisco Selqueira e Nuno Domingos | Luz: Francisco cercas

Duração: 40’

Às 21h30, a Música Nova - Teatrinho de Bolso de Pernes apresenta a Peça de Teatro “A Sopa Juliana”.

O Grupo Cénico da Música Nova de Pernes apresenta “A Sopa Juliana”, uma comédia em 3 atos.

Comédia de costumes que remonta aos anos de 1930, passada em Lisboa, e que relata as peripécias da “etiqueta” e as mentiras da “civilização”, de uma família modesta que não tem “onde cair morta” mas que se quer fazer passar por “aristocrata”, possuidora de uma grande fortuna, para assim casar as suas filhas, com homens ricos e nobres.

Da autoria de Ascensão Barbosa e Abreu e Sousa que formaram uma parceria à qual se devem alguns dos maiores êxitos do nosso teatro ligeiro no segundo quartel do século passado.

Esta peça foi levada à cena no Teatro Avenida pela companhia da atriz Maria Matos em 1938, tendo sido interpretada, de entre outros, por nomes bem conhecidos à época por Maria Matos, Assis Pacheco, Joaquim Prata, Joaquim Miranda e Francisco Costa.

domingo:

Este domingo, dia 19 de maio, às 10h00, tem lugar a Corrida da Família, no Jardim da Liberdade. A Corrida da Família é uma atividade inserida no projeto MAIS Lezíria e pretende assinalar o Dia Internacional da Família.

A Corrida da Família arranca em simultâneo nos municípios da Lezíria do Tejo - um agradável convívio desportivo entre familiares e amigos, com muita diversão.

Às 16h00, o Teatro Sá da Bandeira acolhe o Espetáculo “Dependências” pelos clubes de Teatro dos Agrupamentos de Escolas Alexandre Herculano e Secundária de Mira D’Aire (Porto de Mós). Um olhar sobre a problemática das dependências em contexto escolar, num retrato de um dos mais preocupantes temas da atualidade. Uma visão crua e violenta, alimentada por um muro de silêncio a que o medo obriga. A encenação é das professoras Graça Gonçalves e Fátima Oliveira e, os atores são os alunos dos clubes de teatro de ambas as escolas.

Quatro quadros da vida real. Quatro olhares sobre a problemática das dependências da vida.

Dois grupos de teatro, duas escolas, cerca de cinquenta alunos e um projeto que retrata um dos mais preocupantes temas da atualidade.

Uma visão crua e violenta, alimentada por um muro de ligações dolorosas.

Quebrar este muro é necessário…

Quebrar este muro é possível...

Elenco:

Escola Básica Alexandre Herculano

- Clube de Teatro

- Conservatório de Santarém

- Orador final

Escola Secundária de Mira de Aire (Agrupamento de Escolas de Porto de Mós)

- Clube de Teatro

- Bailarinas

- Banda da escola

Dramaturgia e Encenação: Professoras Graça Gonçalves e Fátima Oliveira

Preço: 2,5

A decorrer:

Até dia 31 de maio, visite a Exposição SUBWAY LIFE de António Jorge Gonçalves, na Sala de Leitura Bernardo Santareno. Esta exposição integra o ESCALA - Projeto Educativo, Mediação de Públicos e Envolvimento da Comunidade.

Tudo começou em Londres, onde António Jorge Gonçalves exercitou desenhar a pessoa que se sentasse à sua frente no Metro. Ao regressar a Lisboa, decidiu levar o jogo a outras 9 cidades: Lisboa, Berlim, Estocolmo, Nova Iorque, São Paulo, Tóquio, Atenas, Moscovo e Cairo. O resultado do projeto apresentado no site oficial foi premiado no Flash Film Festival pelos milhões de visitas. Apresentamos uma seleção desses desenhos ampliados à escala humana, criando um efeito surpreendente de proximidade com estes desconhecidos, que serão expostos em espaço público. António Jorge Gonçalves é um autor de banda desenhada, cartoonista, performer visual, ilustrador, cenógrafo e professor português, autor de diversas Novelas Gráficas, e tem colaborado com diversos escritores – Nuno Artur Silva, Rui Zink, Ondjaki ou Mário de Carvalho. Faz semanalmente cartoon político para o Inimigo Público (suplemento do Público) desde 2003. Estes trabalhos foram também publicados no Le Monde e Courrier Internacional, e premiados no World Press Cartoon. Integrou o projecto pedagógico 10x10 da Fundação Calouste Gulbenkian como artista formador.

Desenho/Exposição | Classificação: Etária para todos | Preço gratuito

Até dia 28 de junho, visite a Exposição Coleção de arte contemporânea ‘Manuela de Azevedo’, na Biblioteca Municipal Braamcamp Freire, segunda a sexta-feira, das 09h30 às 12h30 e das 14h00 às 17h30

Na Casa-Museu Anselmo Braamcamp Freire encontra-se em exposição parte do espólio artístico da jornalista Manuela Ferreira de Azevedo, doado à Câmara Municipal de Santarém no final da década de 80, espólio esse que contempla reconhecidos artistas nacionais e internacionais.

De 1 de Abril a 28 de junho está em destaque trimestral uma obra da autoria de Ventura Moutinho: “Recanto – Espalion, Fança”, pintura a óleo s/ platex, 2º quartel séc. XX.

Até dia 21 de setembro visite a Exposição Cartografia Sentimental, no Palácio Landal.

Exposição Cartografia Sentimental é um projeto expositivo híbrido, que explorará a relação das pessoas com a cidade, nomeadamente, com a zona histórica, criando tangentes a questões como a Topofilia, das cidades que se modificam todos os dias e de como transformamos espaços em lugares.

Em permanência:

Visite o Núcleo Museológico do Tempo - Torre das Cabaças, de quarta-feira a domingo, das 09h30 às 12h30 e das 14h00 às 17h30, sob marcação através do telefone: 243 377 290 ou 912 578 970.

“Painel de azulejos que representa um mostruário de relógio com numeração romana e decoração figurativa dos ventos (éolos ou querubins azuis), nos quatro cantos da composição. É emoldurado por cercadura com decoração geometrizante e simétrica a azul, amarelo, verde e manganês e meios óvulos. O espaço interior é preenchido com uma representação do sol com seus raios em branco e amarelo sobre fundo azul, dividindo o círculo em vinte e quatro partes iguais”.

Visite o Centro de Interpretação Urbi Scallabis – USCI, no Jardim Portas do Sol, de quarta-feira a domingo, das 09h30 às 12h15 e das 14h00 às 17h15. Contato: tel.- 243 357 288.

Instalado no Jardim Portas do Sol, o Centro de Interpretação Urbi Scallabis concilia, de forma harmoniosa, a dimensão turística e a vertente científica, fruto de um aprofundado trabalho de estudo e investigação.

A área expositiva oferece uma fácil abordagem no domínio inovador da interatividade, que lhe permite, à distância de um toque digital, identificar e localizar o valor do património arquitetónico, a riqueza da tumulária, a abundância da heráldica e a qualidade da azulejaria que a cidade ostenta e que, muitas vezes, os escalabitanos e os turistas desconhecem.

Contactos

  • Município

  • Freguesias

  • Empresas Municipais

  • Segurança

  • Saúde e Serviços Sociais

  • Serv. Judiciais

  • Serv. Públicos

  • Serviço de Higiene e Limpeza

     800 207 776

  • Serviços de Cemitérios

     243 352 034
     

  • Casa Pedro Álvares Cabral/Casa do Brasil

    243 304 652

  • Posto de Turismo

     243 304 437
     

  • Biblioteca Municipal Braamcamp Freire

    243 330 240 
     

  • Divisão de Ação Social e Saúde

     243 304 400

  • BLV- Banco Local de Voluntariado

     243 304 400
     

  • Serviço de Atendimento a Familiares e a Doentes de Alzheimer

    243 304 400

  • Câmara Municipal de Santarém

    243 304 200

  • Programa Rede Social – CLASS

     243 304 424
     

  • Gabinete de Psicologia da Criança e do Adolescente

     243 304 400
     

  • Gabinete de Apoio ao Imigrante e Minorias Étnicas

     243 304 400

  • Secção de Receitas

     243 304 217
     

  • Tesouraria

     243 304 214
     

  • Divisão de Espaços Públicos e Ambiente

    243 304 250

  • Divisão de Planeamento e Urbanismo

    243 304 627 243 304 613

  • Divisão de Educação e Juventude

    243 304 400

  • Ambiente e Sustentabilidade - Equipa Multidisciplinar de Ação para a Sustentabilidade

    243 304 400

  • Serviço de Atendimento da Divisão de Ação Social e Saúde

    243 304 400

  • Divisão de Obras e Projetos

    243 304 241 243 304 297

  • Divisão de Recursos Humanos e Administração

    243 304 200

  • NIAC - Núcleo de Informação Autárquica ao Consumidor

    . 243 304 408 
     

  • Serviço de Sanidade e Higiene Pública Veterinária

     243 304 230
     

  • Relações Públicas e Comunicação

    243 304 400

  • Assembleia Municipal de Santarém

    243 304 223
     

  • Gabinete Técnico Florestal

    243 333 122

    Seg, Qua e Sex: 09h30 às 12h30

  • Departamento Técnico e Gestão Territorial

    243 304 628

  • Sala de Leitura Bernardo Santareno

     243 304 649
     

  • Departamento de Administração e Finanças

    243 304 200

  • Bombeiros Municipais de Santarém

    243 333 122 / 243 333 091

  • Centro Local de Apoio à Integração de Imigrantes

     243 304 400/243 304 409

  • RLIS – Rede Local de Intervenção Social

     914 516 813

     

  • Casa do Ambiente

    243 321 183

  • Loja do Cidadão

    707 241 107

  • Teatro Sá da Bandeira

    243 309 460

     

  • Centro de Investigação Prof. Doutor Joaquim Veríssimo Serrão

    243 304 662

     

  • União de Freguesias da cidade de Santarém

    243 321 531

  • Junta de Freguesia de Gançaria

    243 405 164

  • União das freguesias de Casével e Vaqueiros

    243 441 253

  • União das Freguesias de Azoia Cima e Tremês

    243 479 923

  • Junta de Freguesia de Moçarria

    243 499 592

     

  • Junta de Freguesia de Póvoa da Isenta

    243 769 350

  • União das Freguesias de São Vicente do Paúl e Vale de Figueira

    243 441 857

  • Junta de Freguesia de Arneiro das Milhariças

    243 449 807

  • Junta de Freguesia de Vale de Santarém

    243 769 614

  • União das Freguesias da Romeira e Várzea

    243 469 758

  • Junta de Freguesia de Pernes

    243 440 570 

     

  • Junta de Freguesia de Amiais de Baixo

    249 870 787

  • União Freguesias de Achete, Azoia Baixo e Póvoa Santarém

    243 469 555

  • Junta de Freguesia de Abrã

    243 400 548

     

  • Junta de Freguesia de Alcanede

    243 400 313

  • Junta de Freguesia de Abitureiras

    243 469 599

  • Junta de Freguesia de Alcanhões

    243 429 794

  • Junta de Freguesia de Almoster

    243 491 404

  • Pavilhão e Nave Desportiva Municipal

     243 300 908

  • A.S. - Empresa das Águas de Santarém - EM, S.A.

    243 30 50 50

  • Piscinas do Sacapeito

     243 300 905

  • Complexo Aquático Municipal

     243 300 900
     

  • Viver Santarém

    243 300 900

     

  • Proteção Civil Municipal

    243 333 122/ 243 333 091

  • Bombeiros Municipais de Santarém

     243 333 122 / 243 333 091 

  • Polícia de Segurança Pública

    243 322 022

  • Guarda Nacional Republicana Brigada 2 - Grupo Territorial de Santarém

    243 300 070

     

  • Bombeiros Voluntários De Santarém

    243377900

     

  • Serviço Municipal de Proteção Civil

    800 222 122

  • Hospital Distrital de Santarém

     243 300 200 

  • Centro Regional de Segurança Social

    243 330 400

  • Administração Regional de Saúde

    243 300 700

  • Unidade de Saúde Familiar do Planalto (Centro de Saúde de Santarém)

    243 303 231/32/33 

  • Unidade de Saúde familiar de S. Domingos (C.S. Santarém)

    243 330 600/601

  • Santa Casa da Misericórdia de Santarém

    243 305 260

  • Cruz Vermelha Portuguesa

     243 323 374
     

  • APAV – Associação Portuguesa de Apoio à Vítima

    243 356 505

     

  • GAV - Gabinete de Apoio à Vítima de Santarém

    243 356 505

  • Procuradoria da Instância Local Criminal de Santarém

    243 305 150

  • Procuradoria da Instância Central de Instrução Criminal de Santarém

    243 305 150

  • Procuradoria da Instância Central Criminal de Santarém

    243 305 150

  • DIAP

    243 305 150

  • Procuradoria da Instância Central do Trabalho de Santarém

    243 305 150

  • Procuradoria da Instância Central Cível de Santarém

    243 305 150

  • Procuradoria do Tribunal da Concorrência, Regulação e Supervisão

    243 305 150

  • Procuradoria da Instância Central de Comércio de Santarém

    243 305 150

  • Procuradoria da Instância Central de Família e Menores de Santarém

    243 305 150

  • CTT – Estação

    243 309 730

  • Portugal Telecom, Comunicações S.A.

    243 500 900

  • EDP - LTE - Eletricidade de Portugal

    808 505 505 (linha comercial)

    800 506 506 (avarias

  • Rodotejo

    243 333 200

  • CP - Caminhos-de-ferro Portugueses

    243 333 180

    www.cp.pt

  • Museu Diocesano de Santarém

    243 304 065

  • Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas – CNEMA

    243 300 300